Página InicialTextos EspíritasFazendo o que dá, mas fazendo…

229 visualizações

Fazendo o que dá, mas fazendo…

dezembro 27, 2014

marcus-bragaA eficácia nos diz para fazermos o que dê resultado. A eficiência, o que der resultado a menor custo e mais rápido. A conformidade nos diz para fazermos o que a Lei manda e a moralidade nos fala de fazermos a coisa certa. Na vida, vamos fazendo o que damos conta…

Ainda que identifiquemos o que deve ser feito, nossos famosos objetivos reencarnatórios, cabe pensar que como humanos limitados, ainda que isso represente um certo grau de maturidade, temos grande dificuldade de transcender a identificação para a ação. Falar é fácil, fazer é que são elas!

Mas, apesar da pequenez dos resultados, pensemos na grandeza dos esforços, na maravilha de conseguirmos, cotidianamente, insistir no que acreditamos como melhor, com a paciência dos vitoriosos e a teimosia dos que chegam lá.

Roma não foi feita em um dia! A reencarnação não é feita de um dia! A cada passo, humilde, mas firme, avançamos. Como dito certa vez em uma palestra por Divaldo Franco: “(…) quem faz o que pode, faz o máximo”. Façamos o que está a nosso alcance, fiéis aos nossos propósitos e conscientes de nossas limitações.

Diante de grandes desafios, de tarefas gigantes, como são as montanhas de nossas imperfeições, temos a frente o caminho da inércia, da estagnação, da fuga de nós mesmos. Porta larga que nos conduz a adiar os enfrentamentos naturais da evolução.

Mas, existe o caminho do trabalho, de diante dos problemas, verificar o que pode ser feito, e fazê-lo! Sempre é possível avançar, um milímetro que seja, pelo esforço na tarefa da evolução. Assim o é, as vezes avançamos mais rápido, as vezes demoramos mais, em ciclos, como na vida.

Após o erro, o momento de queda, a tendência é “largar de mão”, mas ali, nessa hora, é que devemos realmente nos ver como jornadeiros de evolução, como espírito que irá superar mais aquela situação. Vergonha? Somente de não caminhar!

Assim, façamos o que dá, mas façamos. Responderemos pelos nossos minutos encarnados com uma régua de esforço, de intenção, e a benção da oportunidade deve ser sempre aproveitada, da melhor maneira. Possível…

Marcus Vinicius de Azevedo Braga

Imagem obtida em <http://www.belasmensagens.com.br/motivacao/o-impossivel.html>

Marcus Vinicius de Azevedo Braga
Marcus Vinicius de Azevedo Braga

Residindo atualmente na cidade do Rio de Janeiro, espírita desde 1990, atua no movimento espírita na evangelização infantil, sendo também expositor. É colaborador assíduo do jornal Correio Espírita (RJ) e da revista eletrônica O Consolador (Paraná). É autor do livro Alegria de Servir (2001), publicado pela Federação Espírita Brasileira (FEB) e do Livro "Você sabe quem viu Jesus nascer" (2013), editado pela Editora Virtual O Consolador.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como