Página InicialTextos EspíritasBoi e boiada

112 visualizações

Boi e boiada

abril 23, 2015

richard-simonetti-menor– Comigo ninguém tira proveito! Aquele imbecil bateu na traseira de meu carro e pretendia impor-me uma responsabilidade que é dele!  Não entende nada de trânsito!

– O que alegou?

– Disse que eu não sinalizei que ia virar e que parei bruscamente.

– E você?

– Aconselhei-o a procurar um oftalmologista.

– E ele?

– Atreveu-se a contestar asperamente. Foi o seu erro. Dei-lhe uma bolachada no nariz. Não fosse a turma do “deixa disso” eu o faria arrepender-se de ter nascido.

– E agora?

– Está me processando por direção perigosa e agressão…

– Complicou…

– Para ele. Vai se dar mal.

– Por que complicou para ele se o agressor foi você?

– Contratei o melhor advogado. Arrolei testemunhas com uns agradinhos. Não receberá nenhum centavo e ainda pagará as custas e o conserto de meu carro.

– Essas disputas são desgastantes e trazem muitos aborrecimentos. Não seria melhor um acordo?

– Nada disso! Dou um boi para não entrar numa briga, mas dou uma boiada para não sair dela. Aquele cretino verá!…

– Você não precisaria usar um único boi se cultivasse a compreensão. E acabará aprendendo que não há boiada que valha a nossa paz.

                                                                        ***

Para sua reflexão, amigo leitor, o que diria Jesus?

Sabeis que vos foi antigamente dito: “Olho por olho, dente por dente”.

Eu, porém, vos digo que não oponhais resistência ao homem mau. Que, ao contrário, se alguém vos bater na face direita, lhe apresenteis a outra. E àquele que quiser demandar convosco em juízo para vos tomar a túnica, cedei-lhe também a capa. E se alguém vos forçar a caminhar mil passos, caminhai com ele dois mil. Dá a quem te pede e não voltes as costas a quem te pede emprestado.

Mateus, 5:38-42

 Sobre a paciência

 – Como não explodir?

 – Cultive a paciência.

 – Considero-me paciente, mas há limites.

 – Paciência com limites é verniz social.

 – O que é isso?

 – Um princípio de civilidade.

 – Qual a diferença?

 – Quando arranhado, o verniz expõe a madeira.

 – A gente mostra o que é?

 – Exatamente.

 – Exercitar paciência não é esconder o que somos?

 – É ter a consciência do que devemos ser.

 – O que fazer, em princípio?

 – Conte até dez, até cem se for preciso.

Richard Simonetti

 

 

 

Nota do editor:
Imagem em destaque disponível em <http://gruporuah.com/cantos-p-missa-do-12o-domingo-comum-ano-a/>. Acesso em: 23ABR2015.

Richard Simonetti IN MEMORIAM
Richard Simonetti IN MEMORIAM

Richard Simonetti é de Bauru, Estado de São Paulo. Nasceu em 10 de outubro de 1935 e Desencarnou em 03 de Outubro de 2018. De família espírita, participou do movimento desde os verdes anos, integrado no Centro Espírita Amor e Caridade, onde desenvolveu largo trabalho no campo doutrinário e filantrópico. Orador e Escritor espírita, teve mais de cinquenta obras publicadas.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como