Página InicialTextos EspíritasQuanto tempo pode durar um noivado?

273 visualizações

Quanto tempo pode durar um noivado?

agosto 9, 2015

jane-maiolo-300x318“A quem pertence a esposa é o esposo; mas o amigo do esposo, que com ele está e ouve, muito se regozija por ouvir a voz do esposo.” [1]

Os tempos são chegados. A condição de descomprometidos começa a nos incomodar.

Conquistas. Buscas. Frustrações. Enganos. Desilusões.

A razão nos indica novos caminhos, a emoção manifesta-se ansiosa para uma interação pessoal mais profunda. Aproxima-se a ocasião do Encontro. Momento capaz de abalar as estruturas emocionais mais intensas do ser.

Receamos. Desestabilizamos. Desconfiguramos. Desmontamos. Desmascaramos.

Tudo o que dantes fazia sentido, hoje, parece-nos insípido, vazio, impreciso. Desarmônico.

Não mais encontramos ecos nos relacionamentos transitórios, ingênuos. Nosso espírito, sedento, anseia um relacionamento duradouro, estável, permanente.

Engana-se o leitor que imagine estarmos discorrendo sobre o relacionamento homem e mulher. Vamos mais além!

Naquele dia estava previsto o grande encontro. O Amor estava a caminho. Completou-se a parceria. Agora a família estava completa. Doze!

A festa teria seu início!

Caná da Galiléia seria o cenário escolhido para o primeiro e marcante encontro. A partir de então vidas se transformariam. Roteiros mudariam e o desassossego de quem ama seria eterno.

Narra o Evangelista João sobre a primeira manifestação pública de Jesus ocorrida nas Bodas de Caná da Galiléia.

João, dos quatro evangelistas é considerado o autor mais simbólico e universalista. As passagens ricas em símbolos revelam verdades que transcendem nossa indigente compreensão.

O discípulo amado, simbolicamente nos diz que Jesus é o noivo que inicia um relacionamento sério conosco, “noiva” metaforizada na Humanidade.

A tolerância e a paciência do noivo chegam a ser desconcertantes, pois o Amor não nos constrange a nada. Como afirmaria Paulo: “Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” [2]. Apenas aguarda nossa transformação para vivermos esse relacionamento.

O otimismo do Noivo é emocionante, quando vê a noiva apenas enxerga a luz que há em seu interior e o ser renovado e transformado que um dia surgirá.

Inquietante a intercessão da mãe do noivo no momento dessa festa, percebendo a falta do vinho, movimenta-se para que tudo seja feito sem prejuízo algum.

“Eu sou a videira; vocês são os ramos.”. [4] O noivo afirmaria.

O vinho é símbolo da espiritualização do Ser. Espiritualidade.

Nos prolegômenos de O Livro dos Espíritos [5], a cepa é o emblema do trabalho do criador induzindo-nos a crer que essa obra de cunho altamente espiritualizante é capaz de nos transformar em criaturas mais espiritualizadas.

O fenômeno de transubstanciação nas Bodas de Caná nos chama a atenção e nas anotações e estudos de Allan Kardec, compreendemos no capítulo XV de “A Gênese” a atuação magnética do Mestre em modificar as estruturas mais simples e as mais profundas do nosso ser. [6]

As seis talhas repletas de água representam símbolos fundamentais para a interpretação da passagem, pois pela tradição judaica o seis é o número do homem, sugerindo que no sexto dia Deus criou o homem.

A água apresenta um simbolismo todo elástico no período neotestamentário, pois ora representa as emoções, ora a alegórica sabedoria, ou puro saber. Portanto, na acepção interpretativa desse versículo poderíamos dizer: Os homens que possuíssem todo o saber das escrituras “sagradas”, necessitariam agora convertê-los em espiritualidade. Ou seja, transformar a água em vinho.

Quanto tempo pode durar um noivado?

Quanto tempo dispomos, para estabelecermos uma união definitiva com o Cristo? É hora de refletir?

Jane Maiolo

Referências Bibliográficas:
[1] XAVIER, Francisco Cândido. O Consolador, ditado pelo Espírito Emmanuel, RJ: Ed FEB, 1979, pergunta 309.
[2] Cor 13:7
[3] João 2:1
[4] João 15:5
[5] KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos, Rio de Janeiro: Ed FEB;
[6] KARDEC, Allan. A Gênese, Capítulo XV- Rio de Janeiro: Ed FEB.

Nota do Editor:
Imagem em destaque disponível em <http://i.ytimg.com/vi/rzqj4jgkZgg/maxresdefault.jpg>. Acesso em 08AGO2015.

Jane Maiolo
Jane Maiolo

Professora de Ensino Fundamental, formada em Letras e pós-graduada em Psicopedagogia. Dirigente da USE Intermunicipal de Jales. Colaboradora da Sociedade Espírita Allan Kardec de Jales. Pesquisadora do Evangelho de Jesus. Colaboradora da Agenda Espírita Brasil. Apresentadora do Programa Sementes do Evangelho da Rede Amigo Espírita.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como