Página InicialTextos EspíritasAprender com Jesus

213 visualizações

Aprender com Jesus

agosto 12, 2015

francisco_rebouças“Em verdade vos digo que o Céu e a Terra não passarão sem que tudo o que se acha na lei esteja perfeitamente cumprido, enquanto reste um único iota e um único ponto.”
JESUS – MATEUS, 5: 18.

Jesus Cristo iniciou sua peregrinação entre nós com a mais pura e sublime demonstração de moral evangélica, como jamais alguém havia feito até então, renovando a concepção do homem sobre o mundo, a vida, e a finalidade maior da existência da humanidade, nas incontáveis moradas que Ele nos havia afirmado que existiam na casa de seu Pai.

Veio ensinar e exemplificar o amor e o respeito aos homens e torná-los irmãos; para fazer brotar de todos os corações a caridade e o amor do próximo e estabelecer entre os humanos uma solidariedade comum, que há de transformar a Terra, tornando-a morada de Espíritos superiores aos que hoje a habitam e Impulsionar a lei do progresso, a que a Natureza está submetida, e que se há de cumprir, e o Espiritismo representa importante ferramenta para alavancar entre os homens as determinações das Leis de Deus para fazer que a Humanidade avance mais depressa.

Urge empreender todos os esforços possíveis, para que se realizem os progressos que estão nos desígnios de Deus, e para que isso aconteça, a participação de todos nós se faz imprescindível. Não se acredite, porém, que esse desenvolvimento se efetue sem lutas, sem sombra de dúvidas qualquer nova proposta para atingir a maturidade, suportará abalos e discussões, até atingir o ponto ideal para uma salutar convivência. Necessário entender o quanto antes, as lições de Jesus, tão bem exemplificadas em cada uma de suas atitudes para com seus semelhantes, onde mostrava a todos que os homens são na verdade filhos do mesmo Pai, sendo por isso mesmo irmãos.

Assim, cada indivíduo deve esforçar-se para fazer brotar de seu coração a caridade e o amor pelo próximo a fim de que seja possível estabelecer-se entre os humanos uma solidariedade fundamentada em uma moral, capaz de transformar a mentalidade dos habitantes da Terra, e para que isso ocorresse, o progresso científico no mundo veio facilitar essa realização desde a abolição da escravidão do homem pelo próprio homem, do avanço das leis trabalhistas; do respeito aos direitos sociais da mulher, do avanço tecnológico no campo das comunicações coroado em nossos dias pelo advento da internet, além de uma série imensa de outras medidas estabelecidas para o bem estar desfrutado pelo indivíduo na sociedade de hoje.

A pesar de todo esse avanço das ciências em todos os campos do conhecimento humano, os homens ainda se encontram às voltas com a miséria moral representada pela falta de respeito aos seus próprios direitos, despojados de esperança, de paz, vivenciando dias de incertezas e infelicidades de toda ordem, estressados, depressivos, à beira da loucura e do suicídio, descobrindo com tristeza, que a ciência da Terra por ora, não dispõe de recursos para acabar em definitivo com seus infortúnios.

“Hoje, quando o movimento espírita há dado tão grande passo, vede com que rapidez as ideias de justiça e de renovação, constantes nos ditados espíritas, são aceitas pela parte mediana do mundo inteligente. E que essas ideias correspondem a tudo o que há de divino em vós. E que estais preparados por uma sementeira fecunda: a do século passado, que implantou no seio da sociedade terrena as grandes ideias de progresso. E, como tudo se encadeia sob a direção do Altíssimo, todas as lições recebidas e aceitas virão a encerrar-se na permuta universal do amor ao próximo. Por aí, os Espíritos encarnados, melhor apreciando e sentindo, se estenderão as mãos, de todos os confins do vosso planeta. Uns e outros reunir-se-ão, para se entenderem e amarem, para destruírem todas as injustiças, todas as causas de desinteligências entre os povos.

Grande conceito de renovação pelo Espiritismo, tão bem exposto em O Livro dos Espíritos; tu produzirás o portentoso milagre do século vindouro, o da harmonização de todos os interesses materiais e espirituais dos homens, pela aplicação deste preceito bem compreendido: “Amai bastante, para serdes amados.”Sanson, ex-membro da Sociedade Espírita de Paris. (1863.)” (1)

Urgente se faz, que a humanidade compreenda definitivamente, que só com Evangelho de Jesus no coração, poderá o homem encontrar consolação e esclarecimento, para suas dores e desditas, pois foi Jesus quem reunindo a multidão no topo do monte, desfraldou a bandeira da caridade e, proclamando as bem-aventuranças eternas, prometeu que estaria conosco até ao final dos tempos, quando alcançaríamos o patamar de Espíritos Perfeitos, no feliz convívio com o nosso Pai e Criador.

Francisco Rebouças

Referências Bibliográficas:

1- KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo – FEB, 112ª edição. Cap. XI, item 10.

Francisco Rebouças
Francisco Rebouças

Pós-Graduado em Administração de Recursos Humanos, Professor, Escritor, Articulista de diversos veículos de divulgação espírita no Brasil, Expositor Espírita, criador do programa: "O Espiritismo Ensina".

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como