Página InicialTextos EspíritasVocê se alimenta de bons pensamentos?

744 visualizações

Você se alimenta de bons pensamentos?

março 4, 2017

Atualmente, a onda é alimentação saudável. Corta açúcar, malha, deixa refrigerante de lado, evita-se gorduras saturadas. As academias nunca contaram com tantos adeptos e até o futebol entrou na onda. Tudo muito profissional. Hoje nem tem espaço para “boleiros”, ou o cara entra no esquema de cuidar do corpo ou está fora. Regimes, dietas e nutricionistas a postos. Tudo para uma boa qualidade de vida. Colesterol controlado, doenças cardiovasculares afastadas. Opa! Doenças cardiovasculares afastadas? Nem tanto. Ainda morremos um bocado do coração, AVC e outras enfermidades.

Naturalmente, nosso corpo agradece todos os cuidados que temos para com ele, mas devemos considerar que não somos apenas um corpo físico.

Se nosso corpo carece de boa alimentação, nosso psiquismo também necessita. E é aí que a coisa começa a pegar. Passe pelas redes sociais, ligue a televisão ou veja a internet e perceberá o que digo. Não sabemos nos alimentar psiquicamente. Deveria existir, nas universidades, um curso de nutrição psíquica, que, aliás, foi dado por Allan Kardec no século XIX quando descortinou as relações entre os visíveis e invisíveis.

Já dizia o nobre pensador francês no livro A Gênese, em seu capítulo XIV, que os maus pensamentos corrompem os fluidos espirituais como os miasmas deletérios corrompem o ar respirável.

Repare como Kardec tem razão. Quando há uma desavença doméstica o ambiente fica pesado, não raro as pessoas sentem-se mal e têm até dificuldade para raciocinar. E por que isto ocorreu? Porque o ambiente está envenenado psiquicamente. Chegue próximo a uma pessoa que só reclama, conviva com ela e perceberá como o ambiente ao seu lado está constantemente denso e pesado.

Por isso vale questionarmo-nos:

Será que estamos cuidando do nosso psiquismo e do psiquismo das nossas crianças?

Dizem alguns pais aos filhos:

– Você tem de ser o melhor, sempre o melhor. É sua obrigação passar no vestibular, porquanto estudou em escola particular.
– Não, meu filho, nada de escolher esta profissão, pois não dá dinheiro e você precisa ser alguém na vida.

Já vi muito isso acontecer. E quando não “atropelamos os filhos” fazemos com nós mesmos:

– Estou com pressa.
– Não tenho tempo.
– A vida anda corrida.
– Culpa do governo.
– O mundo é dos espertos.
– Elvis não morreu.

É pressão para todo lado, são maus pensamentos em todos os instantes o que, claro, polui nosso ambiente mental.

E, então, passamos a alimentar nosso psiquismo com “porcarias”. Engordamos. Ficamos mais pesados, mundo trovejando, vida complicada. Estresse, remédio para insônia, reclamações contumazes.

Bons livros, pensamentos edificantes, conversas amenas, estudo do Espiritismo e troca de experiências agradáveis são algumas das “alimentações saudáveis” para nossa mente, a colaborar com um mundo mais saudável psiquicamente.

É preciso, pois, haver equilíbrio em nosso estilo de vida, caso contrário, teremos um corpo legal mas viveremos estressados, negativos, perturbados e, pior, com síndrome de perseguição.

Eis o ponto: cuidar do corpo sem esquecer-se da mente, mantendo uma alimentação psíquica saudável.

É como dizia nosso Shakespeare:

“Há mais coisas entre o céu e as células do que sonha nossa vã filosofia”.

Wellington Balbo

Nota do Editor:
Imagem em destaque disponível em <https://pixabay.com/pt/por-do-sol-ilha-mar-anoitecer-485016/>. Acesso em 04MAR2017.
O Título “Você se alimenta de bons pensamentos?” foi uma adaptação do original “Há mais coisas entre o céu e as células do que sonha nossa vã filosofia”.

Wellington Balbo
Wellington Balbo

Professor universitário, Bacharel em Administração de Empresas e licenciado em Matemática, Escritor e Palestrante Espírita com seis livros publicados: Lições da História Humana; Reflexões sobre o mundo contemporâneo; Espiritismo atual e educador; Memórias do Holocausto (participação especial); Arena de Conflitos (em parceria com Orson Peter Carrara); Quem semeia ventos... (em parceria com Arlindo Rodrigues).

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como