Página InicialTextos EspíritasÉ preciso iluminar o pensamento!

565 visualizações

É preciso iluminar o pensamento!

março 23, 2018

Pouca importância temos dedicado ao cultivo dos bons pensamentos, ainda nos dias de hoje, mesmo sabedores que somos da necessidade da vigilância que precisamos empregar no dia a dia de nossas vidas, em prol da saúde física e espiritual, para nos mantermos em adequado equilíbrio.

Os Espíritos Superiores nos esclarecem a cerca do poder do pensamento em conexão direta com as emoções e o sentimento sem que seja possível dissociá-los, pois são os próprios Espíritos senhores de suas criações, responsáveis pela construção de sua realidade perante a vida. Falam-nos das nossas ligações com as mentes sãs ou desequilibradas que escolhemos a todo instante, segundo os pensamentos e tendências que cultivamos em nosso mundo mais íntimo.

“O cérebro é o dínamo que produz a energia mental, segundo a capacidade de reflexão que lhe é própria; no entanto, na Vontade temos o controle que a dirige nesse ou naquele rumo, estabelecendo causas que comandam os problemas do destino.
Sem ela, o Desejo pode comprar ao engano aflitivos séculos de reparação e sofrimento, a Inteligência pode aprisionar-se na enxovia da criminalidade, a Imaginação pode gerar perigosos monstros na sombra, e a memória, não obstante, fiel a sua função de registradora, conforme a destinação que a Natureza lhe assinala, pode cair em deplorável relaxamento.
Só a Vontade é suficientemente forte para sustentar a harmonia do Espírito.
Em verdade, ela não consegue impedir a reflexão mental, quando se trate da conexão entre os semelhantes, porque a sintonia constitui lei inderrogável, mas pode impor o jugo da disciplina sobre os elementos que administra, de modo a mantê-los coesos na corrente do bem”. (1)

Alentam-nos para que nos esforcemos por renovar as matrizes mentais, tantas vezes repetidas pelo reflexo de nosso passado espiritual, solidificado nos milênios da caminhada no equívoco do desamor, e que hoje nos exige modificação no modo de pensar e agir, que define a verdadeira atitude dos seguidores daquele que deve ser o nosso Mestre, Guia e modelo.

O amor não pode ser entendido apenas como um símbolo religioso, porque se trata de uma verdade comprovada pela ciência contemporânea. A Doutrina Espírita nesse particular abre-nos um impressionante leque de possibilidades mostrando-nos os caminhos mais seguros para o encontro com a paz e a felicidade, pela construção e solidificação do Reino de Deus em nós e em volta dos nossos passos.

“No que diz respeito à vida humana em si mesma, detectamos sua gênese no Psiquismo Divino, que a concebeu e a inspira, proporcionando-lhe a energia de que se nutre, que a impulsiona ao crescimento através das multifárias reencarnações do Espírito imortal, também denominado princípio inteligente do Universo.
Simples na sua constituição, liberta as complexidades que se lhe fazem necessárias para o crescimento, qual semente que se intumesce no seio generoso do solo, a fim de alcançar o vegetal que é a sua fatalidade, ora dormindo no seu íntimo”. (2)

Urge não esquecermos que o nosso pensamento é força criativa, que exteriorizamos gerando através de ondas sutis, ações e reações no tempo. Podemos afirmar que nossa mente é um espelho capaz de refletir luz ou treva, paz ou guerra.

Francisco Rebouças

Referências Bibliográficas:
(1) XAVIER, FRANCISCO CÂNDIDO. Espírito Emmanuel. Pensamento e vida;
(2) FRANCO, DIVALDO PEREIRA. Espírito Joanna de Ângelis. Desafios e Soluções. Capítulo 5.

Francisco Rebouças
Francisco Rebouças

Pós-Graduado em Administração de Recursos Humanos, Professor, Escritor, Articulista de diversos veículos de divulgação espírita no Brasil, Expositor Espírita, criador do programa: "O Espiritismo Ensina".

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como