Página InicialTextos EspíritasEspírito (definição em poesia)

463 visualizações

Espírito (definição em poesia)

maio 27, 2018

Dos elementos gerais
Já falamos sobre a matéria
Mas agora no espírito
A coisa fica mais séria.

Pois se a matéria que vemos
Já foi difícil explicar
Ao pensarmos em espírito
Tudo pode complicar

Princípio inteligente
Explica a codificação
Mas quando Kardec aprofunda
Começa uma certa confusão

Pois para os nossos sentidos
Parece que ele não é nada
Mas se ele nada é
Alguma coisa está errada

Pois mesmo não sendo palpável
Parecendo até uma miragem
Com certeza algo ele é
O que complica é nossa linguagem.

Seria sinônimo de inteligência?
Perguntou Kardec bem astuto
Mas o que lhe foi respondido
Que esse era só um atributo.

Distinto ele é da matéria
Mas a ela precisa se unir
Lhe dando assim a inteligência
Da qual se usa para agir.

Matéria e espírito então
São dois elementos distintos
Que juntos se manifestam
Desde os tempos infinitos.

E antes de tudo isso,
Acima de tudo que há
Está Deus, o criador
Para tudo governar!

Flávio Oliveira

Flávio Oliveira
Flávio Oliveira

Frequentador do Centro Espírita Amor e Caridade Jacob, na cidade de São José dos Campos/SP, onde é trabalhador das atividades de Evangelização Espírita Infantil, ministra palestras em alguns Centros Espíritas da cidade e participa também de campanhas em defesa da vida, de orientação com relação ao aborto e ao suicídio.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como