Página InicialTextos EspíritasOuvir, entender e seguir o Mestre!

353 visualizações

Ouvir, entender e seguir o Mestre!

setembro 5, 2018

“Vinde a mim, todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei comigo que sou brando e humilde de coração e achareis repouso para vossas almas,
pois é suave o meu jugo e leve o meu fardo.
(MATEUS, cap. XI, vv. 28 a 30.)

O Espiritismo significa para nós o Consolador prometido por Jesus, ou seja, o restabelecimento do Cristianismo dos tempos primitivos, restaurando as verdades de suas origens, ensinando novamente tudo quanto Ele próprio exemplificou em ações e palavras de amor e respeito por todos os necessitados que o procuraram, sem fazer qualquer tipo de distinção ao oferecer sua ajuda caridosa e fraterna.

O Mestre a todos amparava, esclarecia e curava com o mesmo grande amor e a mesma conhecida dedicação, deixando-nos sua mensagem como exemplo de que para ele somos absolutamente iguais, não importando os tesouros materiais que possuímos; mas, não satisfeitos em ter que se curvar diante de seu orgulho incontrolável, ao longo dos séculos os homens utilizaram a bênção do livre arbítrio e fizeram questão de deturpar, esquecer e até mesmo alterá-la de forma propositada com objetivo de tirar vantagens proclamando-se possuidores da verdade.

Em suas falas, ao povo que o buscava sequioso em lhe ouvir a palavra mansa, doce, serena, esclarecedora e pacificadora não deixava em nenhuma oportunidade de falar do Reino do Céu, mostrando a todos que sofriam por qualquer motivo que, além dessa vida, muito mais vida se tem. E que todo aquele que cresse sinceramente em sua palavra viveria para gozar da felicidade que não se pode alcançar neste mundo de recursos ainda tão escassos em termos de perfeição moral de seus habitantes.

No Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo VI, O Cristo Consolador, no item 2 o Jugo Leve, encontramos sua consoladora palavra que muito nos conforta e nos faz renascer a esperança em dias melhores na vida futura como segue: “Todos os sofrimentos: misérias, decepções, dores físicas, perda de seres amados, encontram consolação em a fé no futuro, em a confiança na justiça de Deus, que o Cristo veio ensinar aos homens. Sobre aquele que, ao contrário, nada espera após esta vida, ou que simplesmente duvida, as aflições caem com todo o seu peso e nenhuma esperança lhe mitiga o amargor. Foi isso que levou Jesus a dizer: “Vinde a mim todos vós que estais fatigados, que eu vos aliviarei.”

Entretanto, faz depender de uma condição a sua assistência e a felicidade que promete aos aflitos. Essa condição está na lei por ele ensinada. Seu jugo é a observância dessa lei; mas, esse jugo é leve e a lei é suave, pois que apenas impõe como dever, o amor e a caridade.

Mais à frente no item cinco do mesmo capítulo, temos a advertência do Espírito de Verdade para a nossa queda em virtude do mau uso do livre arbítrio conforme segue:

“Revelei a doutrina divinal. Como um ceifeiro, reuni em feixes o bem esparso no seio da Humanidade e disse: “Vinde a mim, todos vós que sofreis.”

Mas, ingratos, os homens afastaram-se do caminho reto e largo que conduz ao reino de meu Pai e enveredaram pelas ásperas sendas da impiedade..”.

Se soubermos tirar proveito dos ensinamentos contidos nesse item do Evangelho, muito nos beneficiaremos no enfrentamento de nossas tribulações, pois estaremos absolutamente certos de que são todas passageiras, e que de nós depende passar por nossos percalços de forma consciente fazendo o que nos cabe fazer no dever de amar e servir a causa maior, no benefício de todos e mais particularmente no nosso próprio adiantamento moral espiritual, plantando desde já a boa semente do Evangelho em nossas vidas, esperando os frutos que por certo não tardarão a surgir.

Que o Senhor do Caminho, da Verdade e da Vida, nos envolva e ajude a superar esse passageiro estágio em que nos achamos com otimismo, fé e esperança.

Francisco Rebouças

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://sol2611.wordpress.com/2011/05/31/seja-o-evangelho-a-nossa-unica-e-primeira-regra-de-vida/contemplar-2/>. Acesso em: 05SET2018.

Francisco Rebouças
Francisco Rebouças

Pós-Graduado em Administração de Recursos Humanos, Professor, Escritor, Articulista de diversos veículos de divulgação espírita no Brasil, Expositor Espírita, criador do programa: "O Espiritismo Ensina".

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como