Página InicialTextos EspíritasHerculano Pires e a política

1084 visualizações

Herculano Pires e a política

outubro 20, 2018

Este mês de setembro passado marcou o aniversário de nascimento de três figuras ilustres do movimento espírita brasileiro: em 22/09/1868 nasceu Cairbar Schutel, completando neste ano o seu sesquicentenário de nascimento, em 25/09/1914 Herculano Pires e, ao final do mês em 30/09/1891 reencarnou mais uma vez o Espírito que desta feita tomou o nome de Leopoldo Machado.

Em função do momento que atravessa o Brasil, escolhemos o segundo, Herculano Pires para lembrá-lo em particular, fazendo menção ao filósofo de Avaré sobre o seu pensamento a propósito do envolvimento do espírita nos quadros político-partidários.

O momento é grave, louco seria quem não concordasse, entretanto, é papel dos espíritas continuar vivendo com confiança, fé em Jesus, o Coordenador no que tange o processo evolutivo de nosso planeta.

Allan Kardec já havia previsto, entre outros pensadores, a transição pela qual passaria a mãe Terra, portanto, se cremos nos postulados espíritas, devemos manter o equilíbrio evitando que ações ou atitudes destoantes em relação ao movimento se espalhem, servindo de exemplo duvidoso aos menos informados sobre o papel exercido pela Doutrina no mundo e em relação ao processo evolutivo da humanidade.

Herculano Pires, em suas obras, foi muito claro, mais objetivo não poderia ter sido ao escrever (1):

A função política do Espiritismo existe, mas noutro sentido. Não lhe cabe nenhum lugar nas disputas de cargos políticos, mas lhe cabe a formação espiritual dos homens para que exerçam, como cidadãos, influência benéfica na solução dos problemas políticos, através do bom-senso e da retidão da consciência, quando levado pelas circunstâncias, chamado ou convocado para funções administrativas em áreas do Estado. O seu esforço para o aperfeiçoamento das estruturas políticas, o seu exemplo de respeito a todos que agem nessa área, o desinteresse puro que demonstrar no exercício de suas funções, sacrificando-se pelo bem público não constituem, nesses casos mistura de interesses materiais com objetivos espirituais. Para bem entendermos isso devemos lembrar que o Cristo nunca exerceu nenhuma função política, nunca pretendeu assumir posições políticas, recusou-se até mesmo nas lutas pela libertações de Israel dominada pelos romanos (questão que os judeus consideravam como sagrada, pois misturavam as coisa do Céu com as Terra), mas apesar de sua total abstinência política conseguiu injetar nas estruturas políticas do Mundo a seiva divina da orientação evangélica.” (grifo nosso)

E mais à frente nesta mesma obra:

“No exercício de funções jornalísticas vimos diversos espíritas de nome cercados de esperanças falirem na luta política, desservindo às ideias que desejavam servir. Perderam a parada para si mesmos e saíram da luta mutilados. Por isso entendemos que o espírita só deve entrar na política quando convocado para funções ou posições que não possa recusar, porque então disporá do amparo de sua independência, de seu desinteresse pela carreira e de sua disposição para superar as fascinações traiçoeiras do meio. Quando consegue manter-se nessa rara posição, presta realmente serviços à causa pública a aos ideais, pagando por esse heroísmo o preço de profundas desilusões.” (grifo nosso)

Estes dois textos foram retirados do livro O Centro Espírita, do capítulo VIII — AS QUESTÕES POLÍTICAS, valendo a pena ser lido na íntegra.

A propósito, a Fundação Maria Virginia e J. Herculano Pires, organizou o seguinte evento: “Iª Semana Espirita Maria Virginia e J. Herculano Pires”, que deve se repetir, por alguns anos, sempre iniciando no dia 25/09 de cada ano. Esta primeira semana foi realizada nos dias 25/26/27 e 28 de setembro deste ano. Maiores informações obter no site da Fundação:

https://fundacaoherculanopires.com.br/component/content/article/83-blog/501-vem-a%C3%AD-a-1%C2%AA-semana-j-herculano-pires.html?Itemid=435.

Rogério Miguez

Referências:
(1) ESPELHO, Raimundo. O pensamento de Herculano Pires. 1. ed. São Bernardo do Campo/SP: Editora Espírita Correio Fraterno, 2014. Verbetes: Política e Políticos Espíritas.

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://cursoespirita.com/jose-herculano-pires-biografia/>. Acesso em: 19OUT2018.

Rogério Miguez
Rogério Miguez

Trabalhador da Doutrina Espírita desde a Mocidade, tendo atuado no estado de Rio de Janeiro em algumas Casas e, atualmente, em São José dos Campos/SP nos Centros Amor e Caridade, Jacob e Divino Mestre. Colabora em Cursos, Exposições, Atendimento Fraterno e Passes, sendo articulista dos periódicos Reformador e Revista Internacional de Espiritismo.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como