127 visualizações

Oremos

fevereiro 18, 2021

A oração é uma conduta básica que todo cristão deve praticar em sua busca por um contato mais pessoal com Deus. Contudo, embora muitos se digam religiosos e seguidores do Cristo, nem todos têm o salutar costume de estabelecer uma relação diária com o Criador, conforme exemplificou-nos Jesus em tantas ocasiões.

A Doutrina Espírita, como não poderia deixar de fazer, enfatiza esta prática aos seus seguidores, pois reconhece a propriedade e utilidade desta ação tão benéfica, quando o religioso tenta conversar com o Pai.

Sendo diária, não devemos nos preocupar com locais, muito menos com momentos específicos para orar: ao acordar, bastam algumas palavras de agradecimento pela noite de sono que proporcionou importante descanso ao corpo físico, expressar gratidão por mais um dia iniciado, dar graças pelas oportunidades e lições de aprendizado que, certamente, surgirão ao longo do novo dia, incentivando-nos a crescer, espiritualmente, durante outra pequena jornada de nossa existência.

Na rua, manter o pensamento sempre no bem, também é uma forma de orar, pois Deus, que a tudo vê e sabe, certamente, “alegrar-se-á” com a atitude mental positiva de seu filho que, otimista e alegre, encaminha-se para as tarefas do cotidiano que o aguarda.

Na condução, dirigindo o próprio veículo, ou mesmo a pé, manter sempre ideias positivas agradecendo, por exemplo, as possibilidades oferecidas pelo corpo biológico que proporciona a nossa evolução, tais quais: a capacidade da fala, da audição, da visão, a mobilidade, a mente lúcida, enfim, podemos ser gratos ao Criador nas menores situações, pois Ele tudo nos dá, para crescermos, moral e intelectualmente.

Àqueles que, nestes tempos tão difíceis, têm a benção do trabalho, seja ele remunerado ou voluntário, manter sempre conversas salutares com os companheiros de atividade, confortar os necessitados com uma palavra amiga, orientando qual a melhor forma para se aproximar do Pai, permanecendo firmes nos propósitos positivos e voltados apenas ao bem.

Se desejamos uma receita bem simples para manter uma ligação contínua com Deus, é suficiente cumprir os deveres, sem exceção de nenhum, seja de que natureza for. Contudo, sabemos como é difícil manter esta atitude, quando, até o momento, temos uma índole voltada ao descumprimento das regras e leis de nossa ainda imperfeita sociedade.

Agradecer uma felicidade que nos aconteceu, um acidente evitado, a superação de uma doença ou uma contrariedade que nos alcançou, são outros tantos exemplos de orações.

À noite, ao retornarmos ao lar que nos abriga, elevar o pensamento mais uma vez, demonstrando gratidão por haver um prato de comida à mesa para nossa última refeição e uma cama limpa e aquecida para nos aconchegar.

E, para aqueles que hoje estão submetidos às difíceis condições de vida, pedir, sinceramente, forças ao nosso Pai para atravessar, sem desistir, estas temporárias provações, com firmeza e resignação, embora, lutando para desfazer as causas dos infortúnios que os alcançam.

São tantas as possibilidades de conversar com Deus, enumerá-las seria impossível. Assim sendo, cada um deve, intimamente, refletir a propósito de seus talentos, que facilidades possui e quais bens detém – todos empréstimos provisórios do Magnânimo -, e, após esta análise pessoal, render graças ao Bondoso Pai, pois Ele tudo faz por nós, hoje e sempre.

Rogério Miguez

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://pleno.news/opiniao/edvaldo-oliveira/ate-quando-devo-orar-pela-minha-familia.html>. Acesso em: 18FEV2021.

Rogério Miguez
Rogério Miguez

Trabalhador da Doutrina Espírita desde a Mocidade, tendo atuado no estado de Rio de Janeiro em algumas Casas e, atualmente, em São José dos Campos/SP nos Centros Amor e Caridade, Jacob e Divino Mestre. Colabora em Cursos, Exposições, Atendimento Fraterno e Passes, sendo articulista dos periódicos Reformador e Revista Internacional de Espiritismo.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como