Página InicialEntrevistasA atualidade de Diálogo com as Sombras: Entrevista com Eden Lemos, por Orson Carrara

173 visualizações

A atualidade de Diálogo com as Sombras: Entrevista com Eden Lemos, por Orson Carrara

junho 13, 2021

A atualidade de Diálogo com as sombras, de Hermínio C. Miranda

Natural de Natal (RN), onde também reside, Eden Ernesto da Silva Lemos (foto) é professor de História, com doutorado em Educação. Presidente da Federação Espírita do Rio Grande do Norte (FERN), também atua na Associação Espírita Trabalhadores da Última Hora, de sua cidade. Na presente entrevista ele nos fala sobre a importância e a atualidade da obra Diálogo com as sombras, de autoria do saudoso escritor Hermínio C. Miranda.

Como e quando conheceu o Espiritismo?

Eu conheci o Espiritismo no Evangelho do Lar da minha avó materna, Minervina, aos 9 anos de idade.

Qual aspecto da doutrina espírita mais lhe chama atenção?

Todos os três. Eu sempre gostei do conhecimento humano na sua abrangência. Adoro filosofia, ciência e da religião, no sentido que o Espiritismo define essa palavra. Inclusive eu transitei na minha formação durante a vida em várias áreas do conhecimento humano, até me formar em História.

Como surgiu seu interesse em promover estudos do livro Diálogos com as Sombras, de Hermínio C. Miranda?

Os conhecimentos que Allan Kardec construiu ao dialogar com o Espíritos sempre me chamaram a atenção. E a qualidade dos estudos e produções de Hermínio C. Miranda sempre foram uma referência para mim, desde o período da minha juventude espírita. Nesse sentido, quando a mediunidade eclodiu em minha vida, além do texto clássico d’ O Livro dos Médiuns, o livro Diálogo com as sombras foi uma grande referência sobre o tema.

O que considera de mais importante na obra?

A forma como Hermínio conseguiu organizar uma gama tão intensa e extensa de conteúdos sobre o estudo e a prática dos fenômenos mediúnicos dentro de um grupo espírita. Ele conseguiu ser extremamente didático e trazer o cotidiano da reunião para refletir sobre o conteúdo profundo que envolve o tema.

Quais os principais aspectos didáticos da obra que devem ser mais destacados?

Para mim que sou da área de educação, o que mais posso destacar, além da qualidade do conteúdo espírita do texto, é a forma como Hermínio trouxe o conteúdo do fenômeno mediúnico para o cotidiano do trabalho de qualquer grupo mediúnico. Dessa forma ele apresenta na obra conteúdos conceituais espíritas, conteúdos procedimentais da prática mediúnica na perspectiva espírita, como também conteúdos atitudinais que um integrante de uma reunião espírita deve sempre construir na sua prática mediúnica.

Dos casos relatados na obra, qual mais o impressionou? Por que?

É muito difícil para mim chegar a definir um caso como o que mais me impressionou, pois são vários que conseguiram impressionar-me. Mas poderia citar o que mais lembro agora, com mais facilidade. Ele está inserido no tópico “Magos e Feiticeiros”, quando um Espírito se apresenta como um mago e, dominando totalmente outro Espírito, demonstra o seu controle mental sobre ele, aprisionando-o num suposto “círculo mágico”. Segundo Hermínio, provavelmente tentando intimidar o grupo mediúnico. Por que este caso me impressionou? Porque ele apresenta quanto as nossas crenças nos podem aprisionar ou libertar.

Da rica experiência relatada pelo autor, o que gostaria de chamar a atenção do pesquisador e estudioso espírita?

Primeiro, nunca esquecer as obras básicas do Espiritismo; segundo, o que Hermínio reflete no capítulo nº 3 da obra, intitulado “O Campo de Trabalho”, ou seja, a vivência ético-moral do conhecimento espírita.

Como se desenvolve o seminário relativo ao estudo da citada obra?

O seminário, composto por 6 (seis) módulos, compreende encontros de 45 min de reflexões e 45 min de perguntas e respostas.

Dos estudos e reflexões pertinentes ao livro Diálogo com as sombras, o que considera mais marcante?

A necessidade de tratarmos a nossa prática mediúnica como um espaço de estudos sobre as várias dimensões da prática mediúnica. Semelhante a Hermínio, criarmos registros sistematizados das nossas reuniões para estudos mais aprofundados da prática mediúnica à luz do Espiritismo.

Algo mais que gostaria de acrescentar?

Sempre que posso, gosto de agradecer ao Hermínio Correia de Miranda pela belíssima obra que ele nos deixou, a partir da sua experiência com a mediunidade.

Suas palavras finais.

Quero agradecer pelo carinho e a oportunidade de servir a Jesus.

Fonte:
Revista O Consolador
http://www.oconsolador.com.br/ano15/725/entrevista.html

Assista o Seminário realizado por Eden Lemos na Agenda Espírita Brasil:

Orson Peter Carrara
Orson Peter Carrara

Expositor espírita, tem percorrido muitas cidades do Estado de São Paulo e já esteve na maioria dos estados do país, por várias vezes, para tarefas de divulgação espírita. Articulista da imprensa espírita, tem colaborado com diversos órgãos da imprensa espírita, entre revistas, sites e jornais do país, além de boletins regionais, no país e no exterior. Autor de treze livros, seus textos caracterizam-se pela objetividade e linguagem acessível a qualquer leitor, estando disponibilizados em vários sites de divulgação espírita.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como