Página InicialTextos EspíritasMais um ano passou! E agora?

145 visualizações

Mais um ano passou! E agora?

janeiro 1, 2022

Não parece, mas um ano já passou. 

Novamente, estamos com o coração cheio de expectativas e esperanças. Para os que vêm “o copo meio cheio” existe a esperança de tudo melhorar, mesmo que as perspectivas mais desanimadoras apontem o contrário.

Será que nossos desejos para 2022 amadureceram um pouco?

Quando o ser humano ainda é muito imaturo, as expectativas e projetos para o ano novo são, por exemplo, um carro novo, uma casa ou apartamento maior, mais dinheiro, mais viagens, mais horas de lazer, mais um curso de especialização ou de línguas, mais saúde para si e os seus, mais isso e mais aquilo. Não há nada de errado em ter esses desejos e projetos, são até saudáveis se não estamos prejudicando a nós mesmos ou aos outros com eles. O problema está quando desejamos tudo para nós mesmos e os entes queridos, mantendo uma atitude de total indiferença e inércia com relação aos outros ou ao nosso planeta.

Quando evoluímos um pouco mais em consciência e sentimentos, não nos é mais possível ser indiferentes aos irmãos que passam fome neste Brasil e no mundo a fora. Não nos é mais possível prejudicar o meio ambiente com os velhos hábitos de descuido no consumo de água, no descarte do lixo, no uso de aparelhos ou automóveis num estado tal que poluam o ar, no tratamento aos animais. O incômodo interior de não fazer nada diante de irmãos necessitados, nos fará sair do sentimento para ação. Então, os nossos projetos e expectativas para o ano novo evoluem também, e passamos a ter desejos mais nobres e fraternos, tentando agir coerentemente com os novos sentimentos que brotam, frutos de um amadurecimento espiritual.

Para nós, espíritas, que enfrentamos a luta diária de tentar colocar em prática as nossas intenções de mudança de atitude, visando reações mais fraternas em respostas a lutas e testemunhos da vida, o final de um ano é um convite a meditarmos em que aspectos evoluímos e em que aspectos ainda estamos iguais. É doído, mas necessário, pois os nossos desejos para o ano novo estarão baseado nessas reflexões. Por outro lado, também é um ato de humildade e coragem. Aliás, Santo Agostinho nos recomenda  na questão 919-a de O.L.E:  “Fazei o que eu fazia quando vivi na Terra: no fim de cada dia interrogava a mim mesmo se tinha faltado ao cumprimento de algum dever, se ninguém teria tido motivo para se queixar de mim…”. O ideal é que essa reflexão seja diária, como St. Agostinho recomenda, mas também realizada no fim de um ano sinaliza alguma evolução de espírito.

Sabemos que a maior parte das pessoas ainda dormem, não têm ideia da necessidade de crescimento espiritual ou ético, ou se quer imaginam que estamos no meio de uma transição planetária, apesar de estarem sofrendo sérias consequências dela. Mas uma vez que temos consciência disso, passamos a ter um dever de cooperar com o fluxo do bem e fazer a parte que nos compete. Escondido atrás de uma máscara de homem mau, está uma criança assustada e carente, que esqueceu o caminho para  Deus e precisa de muita luz, então que neste ano novo, aprendamos a perdoar e relevar os erros alheios, não com a omissão, mas oferecendo a outra face, tal como nosso Mestre ensinou.

Então, nossos votos é que no próximo ano mais e mais almas acendam a sua chama interior para somarmos nossas luzes e iluminar cada vez mais outras almas, talvez perdidas. Todos nós temos Deus dentro de nós, então todos somos capazes de lindas ações de amor. 

Um feliz Ano Novo a todos nós. Brilhe vossa luz!

Maria Lúcia Garbini Gonçalves

Nota do Editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://1papeldeparedegratis.blogspot.com/2021/06/feliz-ano-novo-2022-plano-de-fundo_11.html>. Acesso em: 01JAN2022.

Maria Lúcia Garbini Gonçalves
Maria Lúcia Garbini Gonçalves

Tradutora, mora em Porto Alegre/RS, estudante da Doutrina Espírita, trabalha no Grupo Espírita Francisco Xavier como médium.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como