310 visualizações

Por que adoecemos?

agosto 21, 2022

José Carlos de Lucca, em seu livro O Médico Jesus, irá dizer, sobre a causa das doenças, que se trata de mecanismo criado por Deus para nos sinalizar que estamos tendo um desequilíbrio em nosso proceder, que estamos utilizando de nosso corpo de maneira errada e esse “alarme” nos avisa do perigo.

Às vezes não paramos para pensar nisso, normalmente preferimos proferir maledicências e nos vitimizar pela ocorrência de tais fatos, sem nos darmos conta de que sempre somos responsáveis pelas doenças que nos acomete e mais, somos responsáveis por dificultar que a cura restabeleça nosso organismo.

O mesmo Autor afirma que os enfermos “vivem  mal- humorados,  azedos,  pessimistas  e  agressivos”,  com  isso  se  afastam  da  felicidade e de Deus, colaborando com  o  agravamento  da  enfermidade  e  dificultando  cada vez o processo de cura.

Nesses momentos de dificuldades, Jesus nos indicou três remédios de eficácia comprovada que devem ser utilizados, o perdão, a fé e o amor. O perdão limpa suas mágoas e culpas, a fé te ajuda a reunir forças para vencer as dificuldades e o amor é o sentimento de maior relevância e influência na humanidade.

Tanto é verdade, que na hora derradeira de sua vida, Jesus reunido com seus Apóstolos disse-lhes que traria um novo mandamento, o maior de todos e disse:

“Dou-vos um  novo  mandamento:  Amai-vos  uns  aos  outros.

Como eu vos tenho amado, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros.”

Mas atenção, pois não falamos de qualquer amor, mas o amor de Jesus, ninguém na terra amou mais do que Ele e por isso devemos com Ele aprender a amar. Devemos mudar nosso comportamento, prestar atenção aos sinais que nosso corpo nos dá e reformar-mos para alterar nosso padrão vibratório em busca desse amor, cuidarmos melhor dos alimentos que entram em nossa boa e das palavras que dela saem, assim seremos conduzidos a melhoras de saúde inimagináveis.

Devemos deixar de nos agarrar a doença, nos abster de nos preocupar com ela e passarmos a orar com fervor e com gratidão a Deus pelo

sinal que nos concedeu e pela oportunidade de mudança,  aproveitando  um momento negativo em uma grande oportunidade para criar um ótimo futuro.

Mas notemos que não nos basta a oração, é necessário uma reforma em nosso comportamento, devemos buscar perdoar o próximo, potencializar momentos felizes em nossas vidas, sermos gratos pelo que temos e pelas oportunidades, enfim a busca de nossa saúde depende de nosso trabalho diário de um novo meio de vida, um novo comportamento perante os desafios diários.

Humberto de Campos, em Contos e Apólogos, traz que Jesus experimentou a última tentação, enfrentou a mágoa e o ódio e os venceu pedindo que Deus perdoasse seus algozes,  que  possamos  nós  também,  inferiores  que somos, até em sofrimento, perdoar nossos inimigos  e  amá-los,  nos  reconciliando não apenas com eles mas com nós mesmos e com a vida que temos pela frente, sejamos felizes e grato, assim com toda a certeza teremos uma melhor saúde.

Daniel Baeninger

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://jundiagora.com.br/ficamos-doentes/>. Acesso em 21AGO2022.

Daniel Baeninger
Daniel Baeninger

Trabalhador do Centro Espírita Luz e Caridade de Limeira/SP.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue o cartaz do seu evento espírita.

Clique aqui