796 visualizações

O Espiritismo não é para quem quer, é para quem aguenta

agosto 28, 2022

“O Espiritismo não é para quem quer, é para quem aguenta”, “o Espiritismo não obriga ninguém a nada”, diz Raul Teixeira. (1)

O Espiritismo dá a consciência do que deve ou não deve ser feito, esclarecendo sobre a responsabilidade dos atos, das escolhas feitas. Isso traz o que talvez pudéssemos denominar ou comparar com o jugo leve dito por Jesus com relação ao Evangelho.

Através desse ensinamento quem “aguenta” seguir o Espiritismo faz uma autoanálise de seus atos, de suas preferências, sentindo a necessidade da autorrenovação. E essa consciência da necessidade da autorrenovação seria como que o jugo leve do Espiritismo.  A pessoa que compreende a necessidade da renovação interior faz o que talvez pudéssemos chamar de autocobrança, ou como melhor diz Raul: “o Espiritismo exige autodisciplina, autogoverno”. A consciência adquirida leva à autorrenovação, à reforma íntima e quando se tem alguma atitude de “homem velho” vem o sentimento de pesar por ter tomado o caminho errado. O Espiritismo não obriga ninguém a nada, como diz Raul, mas leva ao melhoramento interior pela renovação de pensamentos e atos.

Costumes arraigados são difíceis de ser removidos ou transformados. Daí a necessidade da constância no esforço de melhoria, da disciplina e do estudo. E a paciência que cada um deve ter consigo na separação do joio e do trigo interiores.

Diz ainda Raul que cada um segue o que melhor lhe convém.  Por isso existem várias religiões para que cada um se adapte àquela que responde melhor às suas necessidades.

O Espiritismo baseia-se no estudo para a melhor compreensão do Evangelho e dos motivos das lutas do dia a dia, não prometendo a salvação, que é tarefa de cada criatura, tendo Jesus como modelo e guia. Nem Ele prometeu a salvação, quando disse ser o caminho, a verdade e a vida. Ele trouxe a diretriz do Evangelho para que fosse compreendido e praticado.

Foi publicado neste site um artigo de nossa autoria denominado Misturando Nutrição com Espiritismo, onde fizemos uma comparação da necessidade da mudança de hábitos alimentares para a perda de peso como a reforma íntima ensinada pela doutrina espírita.  Ambos exigem disciplina e por isso é tão difícil perder peso quanto praticar a reforma íntima. E como dissemos no artigo referido, a mudança de hábitos alimentares é reforma íntima na alimentação.

Paulo disse em sua epístola aos Efésios que a salvação vem pela fé (Efésios 2:8-9) e não pelas obras, para que ninguém se glorie. Porém, nesse caso as obras são inúteis e imperfeitas, já que somos imperfeitos e basta-nos ter fé.  Se assim fosse, não teria sentido Jesus ensinar o amor ao próximo, a caridade e o perdão. E ao mesmo tempo Jesus disse que a cada um será dado conforme suas obras, ou seja, devemos amar, fazer o bem, perdoar 70 vezes 7 vezes para que nossos atos nos tragam a salvação da qual tanto se fala em outras religiões. Se bastasse a fé somente o caminho seria bem mais fácil, mas sem responsabilidade.

Vemos, assim, que todo crescimento está vinculado à mudança interior e daí a paciência conosco mesmos, sem tortura, respeitando nossos limites, mas sem deixar de praticar o esforço para que a transformação ocorra.

Daí, é muito mais fácil acreditar que a salvação vem pela fé e não pelas obras e pelo esforço da mudança interior. O Espiritismo tem a visão mais aberta e aclarada, dando a cada um a responsabilidade da autorrenovação e da própria salvação. Então, Espiritismo não é para quem quer, mas para quem aguenta.

Orleide Félix de Matos

Referência:
(1) Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=saEy1rK5zVI&t=50s>. Acesso em 28/08/2022.

Nota do Editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://leouve.com.br/ultimas/mensagem-do-dia-forca-e-coragem>. Acesso em: 28/08/2022.

Orleide Felix de Matos
Orleide Felix de Matos

Nutricionista no Grande ABC, Espírita desde 1971, alia o seu conhecimento da Língua Italiana e paixão pela divulgação da doutrina espírita para divulgar o Espiritismo aos irmãos da Itália, através de seus três blogs, uma página no Facebook chamada Le Nostre Persone Care Vivono nell'Aldilà e um canal no Youtube.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue o cartaz do seu evento espírita.

Clique aqui