698 visualizações

A mentira é uma doença perigosa

dezembro 1, 2022

Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor, mas os que agem fielmente são o seu deleite.
(Provérbios – 12:22).

Um dos graves vícios de grande parte dos indivíduos em nossa sociedade, é justamente o de mentir, e fácil é reconhecer que todo mal que se produz na Terra, tem algo vinculado à mentira. Mente o traidor, mente o que faz promessas vãs, mente o estelionatário, mente o corrupto, mente o comerciante… todos com a finalidade de alcançar seus objetivos de tirar alguma vantagem de alguém ou de alguma coisa.

A mentira começa com pequenas desculpas como aquela preparada para quando desejamos nos livrar de alguém que vem nos cobrar uma dívida, e dizemos para nosso filho atender o telefone e dizer que não estamos em casa; e das pequenas não teremos nenhum constrangimento com relação às maiores para fugir das nossas responsabilidades.

Muitos de nós nos desculpamos dizendo que todos mentem, porque só nós temos que ser verdadeiros? Se só eu falar a verdade, num mundo onde impera a mentira, não estarei em desvantagem, não estarei dando atestado de tolo? Essas questões me fazem refletir sobre o assunto. Então para me tornar esperto, inteligente, será que preciso abandonar meus princípios éticos morais e seguir os maus hábitos dos outros?

Sabemos que a mentira é condenada em todos os contextos, desde as mais remotas culturas. Jesus em sua incomparável sabedoria nos recomendava Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno. (Mateus – 5:37) Sugerindo-nos dessa forma, que nossa atitude em relação ao próximo e à vida seja sempre uma posição verdadeira. Vale lembrar ainda do oitavo mandamento da Lei Divina, recebido por Moisés no Monte Sinai, onde está escrito: Não presteis testemunho falso contra o vosso próximo. (E.S.E. Cap. I, Item VIII.)

Quando visamos por piedade beneficiar alguém, sem nenhum outro interesse inferior não contamos a “verdade”, por exemplo a alguém muito frágil em seu estado de saúde, omitindo que está desenganado pela ciência terrestre, não considero pessoalmente uma mentira, mas uma maneira de não acabar com qualquer fio de esperança daquele que está nessa situação à espera de um “milagre”.

A mentira desajusta o nosso psiquismo, desequilibrando-nos fluidicamente, afastando de nossa companhia os Espíritos Superiores que não podem estar colaborando com quem proceda de maneira falsa com seu irmão em humanidade, deixando sob nossa inteira responsabilidade abrir as portas mentais para a entrada com facilidade dos malfeitores do além que saberão explorar o baixo padrão vibratório de quem não se conservar vigilante.

“Todos os que crucificaram Jesus pretendiam guardar-se nas ilusões da boa vida, no entanto, o Senhor preferiu morrer na cruz da extrema renúncia para ensinar-nos o caminho da vida boa.

Como é fácil observar, nas estradas terrestres, há muita gente de boa vida e pouca gente de vida boa, porque a boa vida obscurece a alma e a vida boa mantém a consciência acordada para o desempenho das próprias obrigações.

Estejamos alertas quanto à posição que escolhemos, porquanto, pelo tipo de nossa experiência diária, sabemos com segurança em que espécie de vida seguimos nós.” (Chico Xavier pelo Espírito Sheila, livro Comandos do Amor, cap. Evangelho e Vida.)

Francisco Rebouças

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://kardecriopreto.com.br/a-mentira-e-as-suas-consequencias/>. Acesso em: 01DEZ2022.

Francisco Rebouças
Francisco Rebouças

Pós-Graduado em Administração de Recursos Humanos, Professor, Escritor, Articulista de diversos veículos de divulgação espírita no Brasil, Expositor Espírita, criador do programa: "O Espiritismo Ensina".

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue o cartaz do seu evento espírita.

Clique aqui