Página InicialTextos EspíritasValores ético-educacionais

203 visualizações

Valores ético-educacionais

dezembro 3, 2022

Os homens transformaram os ensinos de Jesus em religiões e vivem sem religiosidade

Todos os dias são lançadas na corrente social criaturas totalmente despreparadas para a vida de relação… Não podemos, pois, nos admirar quando observamos a primeira consequência disso: a violência generalizada, irrefreável, e os mais variegados despautérios!

A violência explode incontrolada lançando seus miasmas pestilenciais e desgraças por toda a Terra!…

Nos tempos atuais ela (a violência) deixou de ser apanágio dos adultos, vez que as nossas crianças, recebem com o leite da mamadeira os impactos dos mais variados quadros de desequilíbrios domésticos e sociais. E para isso muito contribuem as mídias com seus produtos deteriorados sendo lançados na intimidade de nossos lares.

Até mesmos nos “inocentes” desenhos animados encontramos a (não pouca) violência! Assim, os pequenos “Rambos” vão assimilando em seus vulneráveis psiquismos esses ingredientes sórdidos que nada oferecem de bom. Pelo contrário! E os quadros de horror vão se sucedendo – diariamente – sob nossas vistas estarrecidas e impotentes!

Os processos neuróticos outra origem não têm senão na falta de cultura dos valores ético-educacionais e o mal toma o espaço do bem. A hidra da violência lança seus tentáculos sufocantes até mesmo em locais antes morigerados…

São tempos difíceis os atuais! A modernidade cobra seu preço…

O mundo globalizado fomenta intercâmbios cada vez mais velozes, mas de nada valerão os sofisticados avanços tecnológicos se as criaturas não aprenderem as lições ético-morais-educacionais de Jesus. Lições essas que já se encontram entre nós há mais de dois milênios.

Foram os homens e não Ele (Jesus) que transformaram Sua Doutrina de comportamento em religiões variadas, mas vivem sem religiosidade…

Ele nos transmitiu os ensinamentos necessários para vivermos em harmonia onde quer que estivéssemos. Mas, quando olhamos ao redor, nos perguntamos: o que tem feito a humanidade de Seus ensinos?! Esses ensinos precisam sair dos campos teóricos para os campos da prática.

Não sem motivo, alerta-nos Joanna de Ângelis, que se “(…) deve cultivar o Espírito como se cultiva um campo: tirar dali os pedregulhos da ancestral animalidade e substituí-los pelos recursos educacionais do Cristo. Só assim haverá esperança de um novo amanhecer de bênçãos para a humanidade. E a chegada dessa manhã luminosa que deverá substituir a noite caliginosa da violência e da ignorância depende de cada cidadão.

Feliz será o dia em que as criaturas estiverem unidas pelos laços da fraternidade legítima. Nesse dia a violência transformar-se-á em peça de museu”.

Segundo a nobre poetisa e notável escritora Amélia Rodrigues, “(…) à frente das ações e modos violentos das criaturas do Seu tempo, o Mestre Jesus jamais deixou de chamar a atenção dos discípulos para a sua inconveniência.

O exemplo do Rabi é de molde a incutir em cada um de nós, que fazemos parte do Seu rebanho de almas, as noções de que o mundo carece de harmonia e não de violência; de alegria e não de desolação; de paz e não de guerra”.

Rogério Coelho

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <http://chicodeminasxavier.com.br/por-que-os-filhos-maltratam-os-pais/>. Acesso em: 03DEZ2022.

Rogério Coelho
Rogério Coelho

Rogério Coelho nasceu na cidade de Manhuaçu, Zona da Mata do Estado de Minas Gerais onde reside atualmente. Filho de Custódio de Souza Coelho e Angelina Coelho. Formado em Jornalismo pela Faculdade de Minas da cidade de Muriaé – MG, é funcionário aposentado do Banco do Brasil. Converteu-se ao Espiritismo em outubro de 1978, marcando, desde então, sua presença em vários periódicos espíritas. Já realizou seminários e conferências em várias cidades brasileiras. Participou do Congresso Espírita Mundial em Portugal com a tese: “III Milênio, Finalmente a Fronteira”, e no II Congresso Espírita Espanhol em Madrid, com o trabalho: “Materialistas e Incrédulos, como Abordá-los?” Participou da fundação de várias casas Espíritas na Zona da Mata Mineira.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como