251 visualizações

Felicidade

fevereiro 8, 2023

Ermance Dufaux, no livro Mereça ser Feliz, traz-nos um resumo de uma palestra proferida pelo Espírito de Euripedes Barsanulfo onde apresenta-se que, dentro da proposta educacional de Jesus, o objetivo central é a Felicidade.

Concluímos, preliminarmente, que o desejo central de Jesus para nossas vidas é que sejamos felizes. Ainda segundo o grande Euripedes, as bases pedagógicas para alcançar-se essa Felicidade seriam o Amor e a Esperança, devendo para tanto construir um Reino dos Céus em nós mesmos.

O Grande Educador Pestalozzi nos traz que “todos esses poderes puros e beneficentes da humanidade não são, nem produto da arte, nem os efeitos do acaso. Eles existem, na natureza íntima do homem. O seu desenvolvimento é uma grande necessidade da humanidade.”

Possível compreender que se trata de uma tarefa totalmente possível de realizar, pois já se encontra em nosso íntimo, bastando apenas que despertemos essa Centelha Divina, segundo Eurípedes, através do trabalho transformador, da educação própria e da renúncia e abnegação do orgulho que macula nossos sentimentos, fazendo florescer um ideal renovador e humilde.

Tal qual o Filho Pródigo que se auto-conheceu, reconheceu sua falhas, deixou de lado o orgulho e voltou ao Pai, humildemente, sejamos também filhos humildes e retornemos ao Pai na construção do Reino de Deus em nós mesmos, sabedores que receberemos a famosa frase:

“Porque meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado.” (Lucas 15:32)

Felicidade é um estado de satisfação existencial interior e definitivo, não se relaciona com as paixões externas e momentâneas. Trata- se de uma realização pessoal, devemos “olhar para dentro”, entender nossas reações, mergulhar em nossas afinidades e antipatias, saber de nossas origens, pensamentos e emoções, e, principalmente, “lutar” contra as tendências que nos afastam dessa reforma íntima, pois apenas através dela é que nos aproximaremos da verdadeira felicidade.

Ermance nos trará a mais bela definição de Felicidade que conheço até o momento, diz ela:

“A felicidade é como a pérola, que se forma dentro da ostra: nasce do embate de cada dia no esforço da transformação no reino do sentimento”.

Notemos que a felicidade está dentro de nós mesmo, bastando que trabalhemos dia após dia buscando a renovação íntima de nossa vida, mudando nossos sentimentos visando alcançar o Reino dos Céus, onde a felicidade é plena e nos preencherá.

Daniel Baeninger

Nota do Editor:
Imagem em destaque disponível em <https://pixabay.com/pt/photos/cachorro-ador%c3%a1vel-animal-bonitinho-3344414/> . Acesso em 08FEV2023.

Daniel Baeninger
Daniel Baeninger

Trabalhador do Centro Espírita Luz e Caridade de Limeira/SP.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue o cartaz do seu evento espírita.

Clique aqui