Página InicialTextos EspíritasNo dia em que a razão de viver parece ter chegado ao fim!

126 visualizações

No dia em que a razão de viver parece ter chegado ao fim!

junho 14, 2023

Por isso, vocês devem alegrar-se, mesmo que por agora, se necessário,
fiquem tristes por um pouco de tempo, devido às várias provações.
(I Pedro, 1:6).

Em certos momentos de reflexões, ficamos a pensar: como superar os trevosos dias de experiências dolorosas e inesperadas que nos surpreendem quando menos parece estarmos preparados para tal cometimento?

Inicialmente, sem saber o que fazer, ficamos perplexos e perdidos sem enxergar qualquer saída que possa nos ajudar a descortinar uma possível solução para a situação aparentemente insolúvel.

Nesses momentos é que o poder da fé em Deus e a prece impregnada de confiança em sua misericórdia e justiça, grande diferença fará, pois como Pai que ama a todos os seus filhos, jamais deixaria um deles sem seu amoroso e eficiente auxílio.

Importante salientar que as dores e as dificuldades do caminho não são punições de Deus a nenhum de nós, e sim oportunidades de nos harmonizarmos com suas Leis perfeitas e imutáveis de amor pelas quais todo universo é regido.

A quem então há de o homem responsabilizar por todas as aflições, senão a si mesmo? (Evangelho Segundo o Espiritismo. Cap. V, item 4.)

Se passamos pelos desafios das expiações e provas dolorosas em nosso planeta, significa que em algum momento, hoje ou ontem, agimos em desrespeito com as soberanas determinações das Leis Divinas gravadas em nosso mundo íntimo, as quais ainda não nos decidimos por observá-las e aperfeiçoá-las como deveríamos em nosso modo de viver.

O fato de que as coisas nem sempre saem como gostaríamos, não significa que Deus está esquecido de nós, a verdadeira razão está nas nossas ações distanciadas das propostas para as quais fomos criados e inseridos na Lei do Progresso, que nos levará ao alcance da paz de Espírito que tanto almejamos conquistar.

Assim sendo, em vez de nos revoltarmos, culpar Deus e o mundo pelo que nos sucede de negativo, tomemos a decisão de meditar nas possibilidades de refazer o que fizemos de errado, levantar o ânimo e tomar a decisão de seguir em frente, resoluto e confiante em conseguir superar o presente momento menorizando seus efeitos negativos.

Importante não esquecer que tudo passa, e que os momentos de dores e sofrimentos também passarão e nos fortalecerão para outros desafios que por certo estão por chegar, e que as experiências adquiridas agora muito nos auxiliarão a vencer os próximos desafios no caminho da felicidade e da pureza espiritual que um dia desfrutaremos.

Urge lembrar que nada podemos fazer para modificar nossas ações equivocadas do passado, pois o tempo não retrocede, mas é certo que podemos desde já construir um futuro diferente e proveitoso para o porvir, semeando desde agora a boa semente do trabalho no bem sob a orientação do evangelho de Jesus de Nazaré nosso Mestre e Guia.

Somos sabedores de que a natureza não dá saltos, e que quando estamos com pressa e tentamos fazer tudo ao mesmo tempo, a probabilidade de algo dá errado e muito grande, assim busquemos dentro de nossa capacidade e possibilidade realizar o que já estamos capacitados na contribuição do progresso e desenvolvimento intelectual e moral nosso e da sociedade em que estamos inseridos.

Façamos tudo com calma e bem feito para que não seja necessário refazer o que fizermos, perdendo o tempo que poderia ser utilizado em novo trabalho de utilidade geral, porque a ansiedade em fazer muito ou a irritação com alguma coisa que não está saindo como planejamos em nada nos beneficiarão na execução correta da tarefa sob nossa responsabilidade.

Necessário entender que em tudo e com todos precisamos ser responsáveis porque em nossas mãos está a responsabilidade de manter tudo dentro dos eixos, ou pelo menos a parte que nos cabe em qualquer empreendimento do qual tomamos parte.

Jesus conta conosco, sigamos com ELE!

Francisco Rebouças.

Francisco Rebouças
Francisco Rebouças

Pós-Graduado em Administração de Recursos Humanos, Professor, Escritor, Articulista de diversos veículos de divulgação espírita no Brasil, Expositor Espírita, criador do programa: "O Espiritismo Ensina".

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como