Página InicialTextos EspíritasGeometrização do Conhecimento e o Espiritismo

30 visualizações

Geometrização do Conhecimento e o Espiritismo

março 16, 2024

O conhecimento durante toda a Idade Média era controlado pela Igreja e seus pensadores. Muitos deles faziam parte do clero e tinham como verdade os apontamentos deixados desde a Antiguidade, quando a ciência procurava explicar os fenômenos naturais defendidos pela religião. 

O ensino era totalmente voltado para os interesses da Igreja, que era conservador e centralizador, defendido pela Cristandade e refletia o interesse do alto clero e sendo as verdades inquestionáveis. (1)

Como exemplo podemos nos basear na teoria do sábio grego Ptolomeu que apresentava um sistema cosmológico geocêntrico, isto é, a Terra estava no centro do Universo e com os outros corpos celestes, planetas e estrelas, descrevendo órbitas ao seu redor.

A Igreja Católica passou a defender esse pensamento por estar de acordo com os textos bíblicos que colocavam o homem como figura central da criação divina. Estando o homem na Terra, ela teria que estar, portanto, no centro do Universo. (2)

Dessa forma qualquer pensador ou religioso que viesse a questionar a ordem religiosa vigente, poderia estar sujeito a uma repreensão, que iria desde uma advertência formal até a prisão e condenação pela Inquisição, como foi o caso de Giordano Bruno e Galileu Galilei.

Diante de ideias tão visionárias, Giordano Bruno insistia que o universo era infinito e não poderia ter centro, assim como acreditava na pluralidade dos mundos. Foi excomungado e condenado à morte por heresia.

As descobertas científicas e tecnológicas de Galileu Galilei auxiliaram nas pesquisas astronômicas. Porém por discordância com o Papa Urbano VIII, Galileu foi suspeito veemente de heresia e foi punido com prisão domiciliar perpétua.

As observações astronômicas de Galileu permitiram-lhe revisar o conhecimento de Ptolomeu que era muito questionado, desde a elaboração do Tratado de Almagesto no século II e já perdurava por quase de 1400 anos, considerado uma teoria ultrapassada para a época.

As descobertas de Giordano Bruno e Galileu Galilei, na segunda metade do século XVI, abriram um campo de ideias e pesquisas, que acabou favorecendo a Revolução Científica do Sec. XVII ou a Geometrização do Conhecimento. (2)

A Geometrização ou Método Científico refere-se a um conjunto de regras básicas que produziam o conhecimento científico, quer um novo conhecimento, quer uma correção ou um aumento na área de abrangência de conhecimentos anteriormente existentes. (2)

Novas teorias surgem com base em fatos comprovados e não obedecendo às antigas regras ou postulados religiosos da Antiguidade. Eram formulados por membros da própria Igreja que encontravam nas antigas escrituras ou na Bíblia as explicações ou interpretações para os acontecimentos do Universo. A Ciência não permitia mais que a religião realizasse intervenções dos fenômenos naturais, ficando restrita apenas a questões filosóficas.

Essa nova visão de mundo rompe com um modelo medieval convencional, abrindo espaço para uma nova leitura da realidade, fato esse que permite no século XVII o surgimento de novas ciências e novos pensadores. Passam a estudar os fenômenos naturais por meio de métodos científicos, novos parâmetros e não buscando encontrar explicações em interpretações bíblicas ou em antigos manuscritos do Velho Testamento. (3)

A partir desse momento a Ciência Experimental ou Geometrização das Descobertas, passaria a ser a estratégia científica aplicada por grande parte dos historiadores em suas análises dos saberes em diferentes momentos da História.

Como essa nova visão científica vai ajudar no advento do Espiritismo no século XIX?

Ajudou permitindo que pensadores e cientistas viessem a estabelecer teorias que construiriam um conhecimento e um conjunto de ideias que serviriam de alicerce para o surgimento do Iluminismo no séc. XVIII, assim como o Enciclopedismo, nesse mesmo período.

Esse manancial de conhecimento científico, rompia com as antigas tradições feudais ainda remanescentes na Europa Ocidental, devido a decadência gradual do Antigo Regime. 

No início do séc. XIX, muitas correntes de pensamento surgiram na Europa Ocidental e em parte do continente americano, como um desdobramento da Revolução Francesa.

Na metade do século XIX na França, mais precisamente na cidade de Lyon, um professor e pesquisador, conhecido e respeitado, chamado de Hippolyte Léon Denizard Rivail, conhece o fenômeno das Mesas Girantes, que encantavam os salões parisienses em 1851, dando início ao contato entre o Espírito da Verdade e o Grande Codificador que assumiria o pseudônimo de Allan Kardec, sendo que a confirmação da sua missão vai se dar, da seguinte forma:

Em 7 de maio de 1856 na casa do Sr. Roustan, a médium srta. Japhet revelou ao professor Hippolyte sua verdadeira missão espiritual:

Pergunta (a Hahnemann) – Outro dia, disseram-me os Espíritos que eu tinha uma importante missão a cumprir e me indicaram o seu objeto. Desejaria saber se confirmas isso. 

Resposta – Sim e, se observares as tuas aspirações e tendências e o objeto quase constante das tuas meditações, não te surpreenderás com o que te foi dito. Tens que cumprir aquilo com que sonhas desde longo tempo. É preciso que nisso trabalhes ativamente, para estares pronto, pois mais próximo do que pensas vem o dia.

– Para desempenhar essa missão tal como a concebo, são-me necessários meios de execução que ainda não se acham ao meu alcance.

Resposta –– Deixa que a Providência faça a sua obra e serás satisfeito. (4)

Eder Andrade

Referências:
(1) Xavier, Francisco Cândido; Cap. XV – A evolução do Cristianismo;
(2) Cap. XVIII – os Abusos do poder religioso; A Caminho da Luz; FEB;
(3) Wikipédia (A Enciclopédia Livre);
(4) Kardec, Allan; A Gênese; Cap. VI – Uranografia Geral; Cap. XI – Gênese espiritual; FEB; e
(5) Kardec, Allan; Obras Póstumas; 2a p. Minha missão – 236; FEB.

Nota do Editor:
Artigo publicado pela Revista Internacional do Espiritismo (do Clarim) de Matão (SP) em março de 2024.

Eder Andrade
Eder Andrade

Professor de História e Sociologia, frequentador do Centro Espírita Consolador, no Rio de Janeiro, RJ.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como