Página InicialTextos EspíritasNo trabalho da autoiluminação

19 visualizações

No trabalho da autoiluminação

junho 10, 2024

“Sigamos, pois, as coisas que contribuem para a paz e para a edificação de uns para com os outros.” (1)

Hoje mais do que nunca, a decisão de buscarmos a nossa autoiluminação se faz imprescindível e mais que isto, inadiável, visto que o indivíduo e a sociedade só poderão alcançar o almejado equilíbrio tanto individual como coletivamente, através das lições contidas no Evangelho de Jesus, que se mostram repletas de ensinamentos para o encontro dos seguros caminhos que nos levam ao encontro com a paz de espírito que tanto almejamos desfrutar.

Essa paz íntima, buscada por cada indivíduo, para ser conquistada, necessita primeiramente, de uma justa avaliação dos conteúdos a que ele se dedica como metas a alcançar, para analisar se realmente são de duração transitória ou de longa duração. Se realmente aspirar pela conquista da felicidade deve ouvir seu mundo interior com a máxima honestidade e atenção para continuar ou desistir de seus atuais intentos positivos ou negativos.

O Espírita sem reforma interna dispões apenas de conhecimentos sem a devida aplicação dos mesmos, isto porque o discípulo sincero de Jesus, é sempre trabalhador devotado e consciente de que os ensinos do Senhor do qual é conhecedor, representam compromisso assumido com as Leis Universais resumidas pelo Guia e Mestre da humanidade em “amar a Deus sobre todas as coisas ao próximo como a si mesmo.” (2)

“Ninguém se encontraria reencarnado na Terra, não tivesse a existência física uma finalidade superior. O ser é produto de um largo processo de desenvolvimento dos infinitos valores que lhe dormem em latência, aguardando os meios propiciatórios à sua manifestação. Etapa a etapa, passo a passo, são realizados progressos que se fixam mediante os hábitos que se incorporam à individualidade, que resulta do somatório das vivências das multifárias reencarnações.

Erros e acertos constituem recursos de desdobramento da consciência para os logros mais grandiosos da sua destinação, que é a de natureza cósmica, quando em perfeita sintonia com os planos e programas do Universo.

Passando o princípio inteligente por diversos patamares do processo da evolução, fixa todas as experiências que lhe constituem patrimônio de crescimento mental e moral, atravessando os períodos mais difíceis e laboriosos da fase inicial, para alcançar os níveis de lucidez que o capacitam à compreensão e vivência dos Soberanos Códigos que regem o Cosmo.” (3)

Infelizmente, grandiosa percentagem dos homens no planeta ainda se dedica unicamente em satisfazer seus desejos egoísticos, mergulhados nos excessos de toda ordem, comprometendo a saúde, e precipitando-se no abismo do desespero, do sofrimento e da dor, para mais à frente revoltados reclamarem da vida e de Deus.

O verdadeiro seguidor e colaborador do Evangelho de Jesus, é geralmente anônimo e desprezado aos olhos da sociedade materialista em que vive, para ser carta viva do Cristo aos seus irmãos em humanidade.

Que Jesus nos guie e ilumine para que também nós nos engajemos nessa grandiosa e sublime tarefa.

Francisco Rebouças

Referências:
(1) (Romanos, 14:19);
(2) Marcos – 12: 30-31;
(3) Franco, Divaldo Pereira, pelo Espírito Joanna de Ângelis, livro: Vida: Desafios e Soluções, cap. 2 Significado do ser existencial – Objetivos da vida humana.

Francisco Rebouças
Francisco Rebouças

Pós-Graduado em Administração de Recursos Humanos, Professor, Escritor, Articulista de diversos veículos de divulgação espírita no Brasil, Expositor Espírita, criador do programa: "O Espiritismo Ensina".

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como