Página InicialTextos EspíritasA Fênix e o Ano Novo

725 visualizações

A Fênix e o Ano Novo

dezembro 27, 2016

Ano novo, vida nova, reza o ditado popular, como a representar o fim de um ciclo e início de outro, sob os auspícios da esperança.

Como vivemos a última semana do ano, a encerrar um ciclo em nossas vidas, e diante de outro, o Ano Novo, permitimo-nos recordar, resumidamente, o Mito da Fênix:

“O Mito da Fênix remonta ao antigo Egito, sendo depois transmitido para os gregos e outras civilizações. Ao morrer, este pássaro era devorado pelas chamas, ressurgindo delas uma nova Fênix, a qual juntava as cinzas de seu progenitor e, compassivamente, as conduzia ao altar do deus solar, localizado em Heliópolis, cidade egípcia.

Ao cabo de cada ciclo existencial, a ave sente a proximidade da morte, prepara uma fogueira funerária com ramos de canela, sálvia e mirra, e, automaticamente, se autoincendeia.

Algumas narrativas apresentam uma versão distinta, segundo a qual a fênix, à beira da morte, se dirigia a Heliópolis, aterrissava no altar solar e então ardia em chamas. Depois de um período ainda não definido precisamente, ela retorna à vida, simbolizando assim os ciclos naturais de morte e renascimento, a continuidade da existência após a morte. O povo egípcio acreditava já, nesta época, que este pássaro simbolizava a imortalidade.

Para os povos antigos, a fênix simbolizava o Sol, que ao final de cada tarde se incendeia e morre, renascendo a cada manhã. Neste sentido, os russos acreditavam que ela vivia, constantemente, em chamas, por isso era conhecida como Pássaro de Fogo. Diante da perspectiva da morte, ela era considerada como um símbolo de esperança, persistência e transformação de tudo que existe, um sinal da vitória da vida e da inexistência da morte como ela é atualmente concebida pela civilização ocidental”. (1)

“O mito surge a partir da necessidade de explicação sobre a origem e a forma das coisas, suas funções e finalidade, os poderes do divino sobre a natureza e os homens.” (2)

A esperança é sentimento natural que possuímos, traduzindo nossa crença na possibilidade duma vida melhor no futuro, o que é garantido pela Lei do Progresso.

Sabemos, no entanto, que no estágio em que nos encontramos o futuro ainda reserva-nos determinadas provas e expiações, em função de nossas necessidades de crescimento espiritual e, intimamente, temos a convicção de que isso se dará, conforme nos atestam os Espíritos Benfeitores encarregados de implantar na Terra a Terceira Revelação ao responderem o questionamento de Allan Kardec:

“De onde se origina a crença, com que deparamos entre todos os povos, na existência de penas e recompensas porvindouras?

– “É sempre a mesma coisa: pressentimento da realidade, trazido ao homem pelo Espírito nele encarnado. Porque, sabei-o bem, não é debalde que uma voz interior vos fala. O vosso erro consiste em não lhe prestardes bastante atenção. Melhores vos tornaríeis, se nisso pensásseis muito, e muitas vezes.” (3)

Essa voz interior que nos fala é a “voz da consciência”, onde está escrita a Lei de Deus (4), portanto, onde está gravado que sempre vivenciaremos o resultado daquilo que fizermos ou pensarmos. Daí nossos estados íntimos de esperança ou de consciência pesada.

Como esperamos que o Ano Novo traga-nos mais alegrias e menos sofrimentos, precisamos entender que isso está sob nossa responsabilidade conseguir e que para isso se dê, será necessário “queimarmos” o Homem Velho que há em nós, e como a Fênix, “renascermos das cinzas do passado”, fazendo ressurgir um Novo Homem, como nos propõe o Evangelho do Senhor Jesus e a Doutrina Espírita.

Com nossos sinceros votos de renovação em 2017 para todos nós, pensemos nisso.

Antônio Carlos Navarro

Nota do Autor:
Os negritos são do autor do ensaio.

Referências Bibliográficas:
(1) http://www.infoescola.com/mitologia/mito-da-fenix/;
(2) http://www.infoescola.com/filosofia/origem-e-funcao-do-mito/;
(3) O Livro dos Espíritos, Allan Kardec, item 960; e
(4) O Livro dos Espíritos, Allan Kardec, item 621.

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://themoonlightshop.com/blogs/news/18337732-the-phoenix-reborn-and-resurrected>. Acesso em: 27DEZ2016.

Antônio Carlos Navarro
Antônio Carlos Navarro

Estudioso e palestrante espírita. Trabalhador do Centro Espírita Francisco Cândido Xavier em São José do Rio Preto - SP

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como