Página InicialTextos EspíritasNinguém precisa de outra pessoa para ser feliz

303 visualizações

Ninguém precisa de outra pessoa para ser feliz

dezembro 28, 2017

Ele sempre sofre com essa questão. É um sonhador: gostaria de casar-se, constituir uma família, ter filhos.
Antonio (*), muitas vezes chega triste à reunião mediúnica da qual participa como médium. Sofre muito com a solidão.

Os namorados que encontra sempre o decepcionam. Guarda muita expectativa a respeito do parceiro e depois de certo tempo abandona o relacionamento porque não era aquilo que procurava.

– Mas por que isso acontece comigo? – pergunta.

Sem considerar as questões puramente espirituais que emergem de outras vidas, as razões podem ser diversas.
Muito ansioso ele não consegue escolher bem. Quase todas as vezes que apareceu com o namorado no Centro Espírita, percebia-se que o parceiro escolhido não aparentava possuir as qualidades que Antonio desejava. Somente ele não conseguia ver.

É importante que saibamos buscar uma boa companhia, com pretensões para algo mais sério, nos lugares em que possa ser encontrada. Isso não é garantia, mas precisamos entender que os lugares que frequentamos dizem muito de nós.
Afinidade é fundamental haver entre os pretendentes, isto é, semelhança de sentimentos, de propósitos na vida.

Outro ponto a considerar é que enquanto não mudamos internamente vamos atrair o mesmo tipo de pessoa para junto de nós, existindo ou não afinidade.

Tenho um conhecido que se casou quatro vezes. Desde a primeira esposa sofria com sua personalidade agressiva e intratável. Casou-se mais uma vez e separou-se. Outra vez e….
Até que, após o quarto casamento, desistiu. Todas se comportavam de forma idêntica à primeira esposa.

Relatando o caso para mim, disse-lhe algo como: – amigo, podemos trocar de trabalho, de parceiros ou de religião. Mas até que nos transformemos internamente, atrairemos as mesmas pessoas e circunstâncias.

Sim, enquanto não aprendemos a lição que a vida tem a nos oferecer, a lição se repetirá indefinidamente. Só podemos seguir adiante se subirmos o degrau de baixo.

Voltando ao Antonio…..

Numa outra ocasião, após a reunião mediúnica, ele tocou novamente nesse assunto. Foi quando um dos componentes do grupo mediúnico lhe disse: “ninguém precisa de outra pessoa pra ser feliz”.

Na mosca!

Sim, podemos viver sós e ser felizes.

É um grande engano oferecer a outra pessoa o poder de torná-lo feliz.

Criar expectativas para que seu parceiro o mantenha sob um estado constante de bem-estar, além de prejudicá-lo, vai minar o seu relacionamento.

“Os relacionamentos servem para acrescentar algo à nossa experiência, mas jamais poderão proporcionar uma felicidade que não encontramos em nós mesmos. Preencher um vazio interior com outra pessoa é como curar um câncer usando um band-aid. Não resolve, apenas mascara a realidade.”

“O problema está quando você enxerga o parceiro como o seu bote salva-vidas ou bilhete premiado. Aquele que vai mudar o rumo da sua vida, corrigir as falhas do presente e dar um norte a você. Não vai.”(1)

A felicidade não vem do outro. Ela é conquista sua.

Infeliz é apenas o solitário

Estar só pode ser opção de viver sozinho, sem um parceiro específico para comunhão afetiva, mas rodeado de familiares e amigos queridos.

Já o solitário vive sozinho por isolamento e sofre com isso.

O médium Divaldo Pereira Franco fala com muita propriedade que somente é solitário quem não é solidário.

E ser solidário significa estabelecer uma relação de auxílio mútuo com outras pessoas, expressando solidariedade, apoio. É ser amigo, fraterno e gostar de conviver com outras pessoas, independente das diferenças.

Portanto, se você se sente infeliz, saia desse mundo particular que você criou para si mesmo com a intenção de se proteger e disfarçar sua insegurança. Acredite no Bem e ajude outras pessoas, colocando-se no lugar delas, desenvolvendo a compaixão.

Você verá que seus problemas são poucos, que tem muitos recursos para usufruir nessa existência e que o amor que você oferece aos outros é a garantia de mais bênçãos na sua vida.

Fernando Rossit

Notas do autor:
(*) Antonio: nome fictício para preservar a pessoa a que nos referimos.
(1) Manualdohomemmoderno.com.br

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque adaptada da disponível em
<http://www.weddings.skippingstone.com.au/articles/best-wedding-venues-greenfield-farm-estate-martinsville-nsw-and-why-we-love-photographing-there>. Acesso em: 28DEZ2017.

Fernando Rossit
Fernando Rossit

Funcionário público, residente em São José do Rio Preto, Espírita desde 1978, trabalhador da Associação Espírita Allan Kardec, atuando como Doutrinador, Médium Psicofônico, Orador e Instrutor Cursos da Doutrina Espírita.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como