Página InicialTextos EspíritasEspíritas por um Mundo Melhor

137 visualizações

Espíritas por um Mundo Melhor

maio 4, 2018

Na noite do dia 24 de abril de 2018, ocorreu a Solenidade “Espíritas por um Mundo Melhor”, no Auditório Prestes Maia da Câmara Municipal de São Paulo.

A família espírita da cidade de São Paulo tem história e tradição nobilitante.

O líder pioneiro António Gonçalves da Silva (1839-1909), conhecido como Batuíra, aos 6 de Abril de 1890, restabeleceu o Grupo Espírita Verdade e Luz que havia muito “se achava adormecido”. Adquiriu então uma pequena tipografia, destinada a divulgação e propagação do Espiritismo, editando a publicação quinzenal “Verdade e Luz”. Era também médium curador, sendo centenas as curas de caráter físico e espiritual que obtinha ministrando água fluidificada e aplicando passes. O local onde residiu e funcionaram instituições por ele criadas passou a ser conhecido como a rua do espírita e acabou tornando-se a atual Rua Espírita, no bairro Cambuci, próximo ao centro da Capital.

Contemporânea a ele destacou-se Anália Franco (1853-1919), professora, jornalista, poetisa e dedicada à filantropia. Fundou dezenas de escolas e asilos para crianças órfãs em várias cidades. Na cidade de São Paulo, fundou uma importante instituição de auxílio a mulheres, e a região antes afastada do centro, é hoje o bairro Jardim Anália Franco, onde também se situa o Shopping Anália Franco.

Aí estão logradouros públicos conhecidos da Capital paulista homenageando espíritas. Mas há dezenas de ruas com nomes de espíritas.

Muitas outras instituições surgiram na primeira metade do século XX.

Destacamos também alguns fatos pioneiros paulistanos, como a fundação em 1937da União das Mocidades Espíritas de São Paulo (UMESP), que foi um celeiro na preparação de lideranças e expositores; o histórico 1o Congresso Espírita do Estado de São Paulo, em 1947, oportunidade em que foi fundada a USE; o Congresso Brasileiro de Unificação, efetivado em São Paulo, em 1948, germinando idéias de união dos espíritas e o documento “Proclamação aos espíritas”; a pioneira 1ª. Exposição do Livro Espírita, no centro da cidade de São Paulo, em abril de 1955; a magnífica comemoração pública do Centenário de O Livro dos Espíritos (abril de 1957); e, sem dúvida, as marcantes entrevistas de Chico Xavier na TV Tupi de São Paulo (1968, 1971, 1972).

Na citada solenidade da Câmara Municipal dezenas de instituições espíritas da Capital, principalmente filantrópicas, e lideranças espíritas foram homenageados.

Houve homenagem especial à União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo, que completou 70 anos de fundação no ano passado e conta com a união de cerca de 1.500 instituições espíritas.

Relação dos homenageados: União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo (USE), Fundação Espírita André Luiz (FEAL), Júlia Nezu de Oliveira, Antonio Cesar Perri de Carvalho, Centro Espírita Caminheiros do Amor (CECA), Centro Espírita Luiza de Abreu Andrade, Livraria Allan Kardec Editora (LAKE), Grupo Espírita Manoel Bento (GEMB), Núcleo Assistencial Bezerra de Menezes (NABEM), Centro Espírita Casa Branca do Caminho, Sociedade de Estudos Espíritas 3 de Outubro, Congregação Espírita Maria Benta, União dos Delegados Espíritas de São Paulo (UDESP), Centro Espírita Nosso Lar – Casa André Luiz, Grupo Espírita Casa do Caminho (GECC), TV Mundo Maior, Rádio Boa Nova, Antonio Bartolomeu Cruzera, José Damião, Joel Beraldo, José Carlos de Lucca, Edelso da Silva Jr., Centro de Cultura, Documentação e Pesquisa do Espiritismo Eduardo Carvalho Monteiro (CCDPE).

Realmente, desde o final do século XIX, um contingente imenso de seareiros atuaram e atuam na base do movimento espírita e próximos à comunidade na Capital paulista, e, no conjunto fazendo jus ao tema do evento: Espíritas por um Mundo Melhor.

Todos receberam um Diploma e o vereador que presidiu a Solenidade recebeu um exemplar de “O Livro dos Espíritos”, ofertado pela USE-SP. Ocuparam a mesa e a tribuna, o vereador proponente Gilberto Natalini; a presidente da USE-SP Júlia Nezu de Oliveira; Antonio Cesar Perri de Carvalho, como ex-presidente da USE-SP e da FEB; e Afonso Moreira Júnior, um dos organizadores da Solenidade. Em sessão que durou quase duas horas houve destaque para o trabalho dedicado ao bem empreendido pelos espíritas.

Ocorreram apresentações musicais da Guarda Civil Metropolitana e artistas convidados. O público era numeroso, incluindo familiares e amigos dos homenageados. O evento foi filmado pela Câmara, TV Mundo Maior e contou com presença de vários repórteres.

Antonio Cesar Perri de Carvalho

Referências:
(1) http://grupochicoxavier.com.br/camara-municipal-de-sao-paulo-homenageia-espiritas/;
(2)http://www.camara.sp.gov.br/blog/entidades-espiritas-ganham-homenagens-por-boas-iniciativas/#.WuKImOk9Nsk.facebook

Antonio Cesar Perri de Carvalho
Antonio Cesar Perri de Carvalho

Ex-presidente da Federação Espírita Brasileira (interino de 5/2012 a 3/2013 e efetivo de 3/2013 a 3/2015); membro da Comissão Executiva e Primeiro Secretário do Conselho Espírita Internacional; Membro do Grupo de Estudos Espíritas Chico Xavier.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como