Página InicialTextos EspíritasA Educação da Criança

36 visualizações

A Educação da Criança

agosto 12, 2021

Como não há espaço para transcrever a beleza de diversas mensagens recebidas via mediúnica, selecionadas no livro “Educação Segundo o Espiritismo”, de Dora Incontri, jornalista, educadora, peço vênia para escrever alguns pensamentos de orientadores espirituais, que já estiveram entre nós e continuam entre nós, instruindo-nos. Mensagens mediúnicas de profunda qualidade, referentes à educação infantil.

PESTALOZZI, educador emérito de uma das mais importantes escolas suíças, na qual Allan Kardec recebeu grande parte de sua formação como professor brilhante que foi, deixou-nos a bela mensagem a respeito do Amor educador, em suas palavras em “O Amor pedagógico”. O grande professor deixou claro que “… falar de amor pedagógico é quase praticar um pleonasmo, porque o amor, na mais alta e completa acepção do termo, é sempre educativo”.

Para Pestalozzi, educar é muito mais do que entregar um ensino acabado, transmitir uma mensagem fechada. Acima de tudo, é encontrar a essência do educar no desencadeamento do processo de evolução, provocar centelhas de entusiasmo.

Arremata o grande pedagogo salientando que “de maneira mais ampla, amor pedagógico é todo amor que nos dá algum empurrão sadio para rumos mais altos”.

Outra expressão forte, esta manifestada pelo poeta indiano RABINDRANATH TAGORE, considerado por Mahatma Gandhi como “Grande Mestre”, é aquela sobre A educação pela natureza”. O autor recita palavras inspiradas revelando que nós devemos deixar que as crianças bebam livremente do fluxo da vida e se banhem nas margens da Mãe Natureza. Deixai-as florir sob a carícia do sol. Que elas percorram os prados, se molhem nos riachos e se deitem na relva.” Que apreciem as estrelas, antes de saber contá-las e que olhem como os insetos se movem, antes de dissecá-los”.

No entendimento de Tagore, as crianças não deveriam ficar presas e não deveriam os mais velhos lhes impor fórmulas prontas, uma vez que as crianças devem se expandir e se espantarem lançando-se à vida sem os grilhões que as desventuras e as desilusões provocadas em nós adultos pela sociedade moderna, sociedade esta que nos massacra.

Também expressiva a manifestação de JEAN JACQUES ROUSSEAU, um dos principais filósofos do Iluminismo, criador da expressão a “Educação da Inteligência e do sentimento”.

Para o filósofo, inteligência e sentimento não podem ser peças dissociadas. Afirma que “é preciso reatar pela Educação esse abismo entre o coração e o intelecto, provocado pela vossa civilização, porque apenas pela interação do sentimento e da inteligência, o homem pode alçar o voo da evolução cósmica, tanto individualmente, quanto no plano das reformas sociais”.

Nossa escritora maior, CECÍLIA MEIRELLES, discutindo “O que se oferta às Crianças…” sugere que nós devemos dedicar às crianças o melhor de nossos ensinamentos espiritualistas. Sentencia que é preciso doar à criança o que de melhor nos escorrer do espírito, em estado de graça e simplicidade! “Algo que possa servir para a vida toda e até mais além, eternidade afora…”.

Podemos notar que os referidos autores deixam claro, por um lado, que a maior contribuição que podemos prestar na educação de nossas crianças diz respeito ao fato de que lhes devemos esclarecer que ninguém morre. Que somos imortais.

 De outro lado, podemos concluir, igualmente, que todos esses espíritos iluminados e que contribuíram com a sua inteligência em prol da nossa humanidade, o amor é chave mestra para o alcance da saúde mental e espiritual.

Alentador é saber que todos aqueles que já estiveram entre nós, e que deixaram grandes ensinamentos, continuam a nos ajudar.

Educar, no sentido mais profundo, é amar.

Martha Triandafelides Capelotto

Nota do Editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em < https://www.letraespirita.blog.br/single-post/a-educa%C3%A7%C3%A3o-de-crian%C3%A7as-segundo-o-espiritismo>. Acesso em: 12/08/2021.

Martha Capelotto
Martha Capelotto

Atuante no Espiritismo, desde 1989. Estudante e trabalhadora do Grupo Socorrista Maria de Magdalla em Jaú, interior de São Paulo, onde atuou nos cursos da Doutrina Espírita e no trabalho do Passe. Atuou também no Centro Espírita Tereza de Jesus, também em Jaú, como monitora de cursos, palestrante, distribuição de cestas e bazares. Atuou em programas nas Rádios Piratininga e Jauense. Atualmente, reside em São Paulo, capital, e atua como Colunista em vários veículos de comunicação espírita, dentre eles, a Revista “O Consolador”, assim como Palestrante espírita.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como