Página InicialTextos EspíritasA Cura pelo Magnetismo Humano

30 visualizações

A Cura pelo Magnetismo Humano

outubro 7, 2021

Segundo pesquisas realizadas desde o ano de 2000 como tema de mestrado pelo pesquisador Ricardo Monezi, e com estudos desenvolvidos recentemente pela USP (Universidade de São Paulo) conjuntamente com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) comprovaram que a energia liberada pelas mãos tem o poder de curar qualquer tipo de mal-estar. E percebemos desta forma que o meio acadêmico e cientifico a cada dia, vem investigando e demonstrando o que Jesus de Nazaré e seus seguidores já ministravam largamente em seu tempo, ou seja, a imposição de mãos, procurando aliviar e curar enfermos de toda procedência; como podemos perceber nestes dois exemplos narrados dos muitos que encontramos no Novo Testamento:- “E aconteceu estar de cama enfermo de febre e disenteria o pai de Públio, que Paulo foi ver, e, havendo orado, pôs as mãos sobre ele, e o curou.” (Atos 28:8). “Um surdo-mudo pedia para que Jesus pusesse a mão sobre ele para o curar.” (Marcos VII, 31 a 37).

Portanto, a terapêutica utilizada pelos recursos das mãos, não só remonta a mais alta antiguidade, como também, famosos e eminentes magnetizadores como barão de Du Potet, Jean de La Fontaine, Franz Anton Mesmer, Marquês de Puységur dentre outros, possibilitaram abrir os caminhos para o Espiritismo, contribuindo positivamente com o trabalho que Allan Kardec desenvolveria mais tarde através de suas obras.

E por encontrar-se nos mais diversos povos de culturas e religiões diferentes, independentemente da fé que sustentem, de métodos e técnicas que venham a aplicar, sabe-se que todo o ser humano, é dotado de uma menor ou maior capacidade de energia anímica, oriunda de seu próprio organismo, denominado como magnetismo animal, que poderá se desenvolver através do exercício constante e da vontade continuada, que passará a ser aumentada e melhor direcionada por bons espíritos que se interessará pelo magnetizador e o seu doente.

Como uma das verdadeiras forças da natureza, regida por sábias leis do universo, foi o que o mestre Allan Kardec, igualmente na condição de magnetizador veio a afirmar categoricamente no Evangelho Segundo o Espiritismo: […] O Magnetismo é uma das maiores provas do poder da fé posta em ação; é pela fé que ele cura e produz esses fenômenos singulares, qualificados outrora de milagres. E se todos os encarnados estivessem bem persuadidos da força que têm em si, e se quisessem pôr sua vontade a serviço dessa força, eles seriam capazes de realizar o que, até hoje, chamou-se prodígios, e que é simplesmente um desenvolvimento das faculdades humanas […]

E a partir do momento que compreendermos que somos seres dotados e capazes de doarmos esta energia magnética em favor do nosso próximo, com intenção de promover-lhe a saúde e o reequilíbrio físico e perispiritual, estabelecendo uma ação continua no bem, colheremos sem dúvida, positivos e promissores resultados nesse sentido, sem contudo ficarmos acomodados e imaginando indefinidamente, de que o passe aplicado nas casas espíritas, seja sempre de total e exclusiva responsabilidade dos bons Espíritos, que ali estão sim para secundar-nos e ajudar com os seus fluídos mais sutis, mas sem que, possamos jamais prescindir de fazer a nossa parte; conforme a sábia exortação de Jesus através de seus ensinamentos “Ajuda-te! Que o céu te ajudará”

Marildo Campos Brito

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://correio.news/especial/afinal-o-que-magnetismo>. Acesso em: 07OUT21.

Marildo Campos Brito
Marildo Campos Brito

Natural de Bauru/SP, de família espírita, frequenta o Centro Espírita Allan Kardec desde a sua infância. Palestrante há dezessete anos em Bauru e região. Como articulista colabora pelo jornal “Tribuna do Espiritismo” de Matão/SP e “O Idealista” pela USE Regional de Jaú/SP.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como