673 visualizações

O culto do Evangelho no Lar

janeiro 9, 2022

O hábito altamente salutar de estudar o evangelho no lar não é uma prática iniciada pela doutrina espírita, mas sugerido pelo próprio Mestre, nas suas incontáveis visitas à casa de Simão Pedro.

No livro Chico, de Francisco – editado pelo Centro Espírita União, de São Paulo –, Adelino da Silveira conta interessante passagem ocorrida com pessoas atendidas por Francisco Cândido Xavier.

Segundo o autor, “um casal amigo de Chico ia começar a fazer o Culto do Evangelho no Lar e foram informados que se perseverassem com fé, quando fizesse seis anos, Jesus ia lhes enviar um presente.”.

Dando prosseguimento à história, Adelino da Silveira narra da seguinte forma tudo o que ocorreu:

“Quando completou o sexto ano, estavam ansiosos à espera do presente.

Terminaram o culto e ficaram esperando até a meia-noite. Mas nada acontecia.

No dia seguinte, quando acordaram, descobriram que estranhos haviam entrado em sua casa, levando, entre outras coisas, um valiosíssimo e histórico diamante.

Um pouco descrentes e decepcionados, foram ao Chico.

A resposta não poderia ser mais lúcida:

– Mas o presente era exatamente este. O valor daquele diamante era incalculável e houve tantos crimes e tantos suicídios por causa dele, que vocês estavam com quase uma centena de obsessores dentro do lar. Muitos foram doutrinados e esclarecidos com o Culto, mas vinte e oito estavam irredutíveis e o único jeito de retirá-los de lá foi fazer com que o diamante fosse embora e eles foram atrás da joia.”.

Como se viu, o casal foi sim agraciado com uma verdadeira dádiva, após a perda do diamante que vários males e infortúnios trazia incrustados em si. O presente culminou exatamente a perda da joia, que atraia tantos obsessores para o lar que o abrigava, trazendo influenciações negativas aos encarnados que lá viviam.

Essa história é um ótimo e elucidativo exemplo dos benefícios que o estudo do evangelho traz a todos nós.

No livro Jesus no Lar, de autoria de Neio Lúcio e psicografado por Chico Xavier, faz-se a apresentação das lições ensinadas por Jesus nas já citadas reuniões na casa de Simão Pedro, onde foi realizado o primeiro culto cristão no lar. É mais uma obra de leitura e consulta indispensáveis para aqueles que querem trazer a luz do evangelho para a sua residência, contribuindo para o equilíbrio de todos os membros que constituem o núcleo familiar, favorecendo aos que participam desse estudo a renovação de sentimentos, hábitos e ações, e melhorando de forma significativa a convivência no lar.

Como muitíssimo bem explicado pela Federação Espírita do Estado de São Paulo no seu sítio na internet, “o momento do evangelho no lar ajuda-nos a reunir a família, pelo menos uma vez por semana, a fim de conhecer e estudar os ensinamentos do Cristo, auxiliando-nos no autoconhecimento e na valorização de Jesus como Mestre, ajudando-nos a trabalhar a convivência fraterna dentro e fora do lar.”.

Em sendo assim, e até por uma questão de inteligência, cultivemos o hábito saudável de realizar semanalmente o evangelho no lar, reunindo – quando possível – os nossos familiares para que possam ouvir os ensinamentos do Cristo, estudá-los e interpretá-los em conjunto.

Ainda em conformidade com o que dito pela Federação Espírita do Estado de São Paulo, “não se trata de um ritual, ou de um culto religioso, mas da vivência de um momento rico de paz, elevação, alegria e aprendizado, que todos podem participar sem formalidades, somente esforçando-se para manter o pensamento elevado e o coração confiante na importância deste momento.”.

Pensemos nisso. E comecemos o quanto antes a realizar essa prática que traz a luz do Mestre Jesus ao nosso lar. O atual período do ano é deveras sugestivo para a sua adoção, uma vez que estamos todos muito envolvidos pelos eflúvios de esperança, fraternidade e irmandade que unem as criaturas no Natal e na mudança de ano.

Voltando à íntegra do texto reproduzido anteriormente, as elevadas vibrações dadas nos anos de leitura do evangelho naquela residência foram altamente positivas para esclarecimento da maioria dos espíritos que se sentiam imantados ao objeto de seu fascínio, qual seja, aquele valioso diamante.

Embora outros se apresentassem com os corações muito endurecidos, somente deixando o local quando seguiram a joia subtraída, a leitura e estudo semanal do evangelho beneficiou a todos, encarnados e desencarnados. Esse foi verdadeiramente o presente prometido seis anos antes…

Renato Confolonieri

Nota do Editor:

Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://pixabay.com/pt/photos/livro-lendo-lupa-religi%c3%a3o-b%c3%adblia-981672/>. Acesso em: 09JAN2022.

Renato Confolonieri
Renato Confolonieri

Atuante no Espiritismo há 20 anos, participou por três anos e meio da entrega de sopa no Grupo Fraterno de Assistência Nossa Casa em São Paulo, articulista no periódico Ação Espírita e Membro de Reuniões Mediúnicas no Grupo Espírita Jesus de Nazaré, ambos de Marília, interior de SP.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue o cartaz do seu evento espírita.

Clique aqui