205 visualizações

Lembremos o dia 31 de março

março 31, 2023

Após uma vida frutífera e ilibada, resultado de sua bagagem cultural, intelectual e principalmente moral construída em anteriores existências e do seu preparo em uma das, ou talvez a melhor escola da Europa naquela época – o Instituto de Yverdon -, retornou à vida verdadeira no ano de 1869, portanto há 154 anos, naquele último dia de março, o insigne pensador lionês Allan Kardec.

Vida exemplar, monumental, rara de ser vista. Dedicação integral a uma nobilíssima causa, a codificação da Doutrina dos Espíritos, iniciando seu trabalho a partir do exato momento em que foi “chamado” pelas mesas girantes, no ano de 1855.

Em pouco tempo elabora uma obra fundamental para a humanidade, a Terceira Revelação, materializando desta forma o tão aguardado Consolador Prometido por Jesus: responsabilidade a toda a prova; imensos obstáculos enfrentados e superados; sacrifícios incontáveis experimentou para entregar à Humanidade este tratado único sobre as Leis de Deus.

A partir de 1857, com o lançamento de O Livro dos Espíritos, primeira obra oriunda de seu trabalho, descortinou-se uma nova era para todos nós. Abriu-se um clarão capaz de iluminar todos aqueles ainda desorientados no emaranhado das inúmeras propostas filosóficas existentes, bem como nas diversas opções religiosas até então apresentadas.

Exatamente em Paris, a cidade Luz, na França dos Luíses, nação que testemunhou o nascimento de tantos sábios, incontáveis filósofos e pensadores, concretizou-se pela pena segura deste Iluminado Servidor nascido em Lyon um compêndio capaz de modificar completamente o pensamento universal, lançando luz sobre a forma como até então se vivia na Terra.

Um legado extraordinário!

E este tesouro de conhecimentos, comunicados por incontáveis Espíritos superiores, supervisionados pelo único Espírito puro que se tem notícia de haver encarnado no ainda assim considerado vale de amarguras da Terra – O Cristo de Deus -, cruzou os mares e aportou nas terras brasileiras, após um grave momento de embaraço em sua marcha nos recantos europeus, disseminando-se entre nós. Desde então, temos a missão de acolhê-lo, estudar e principalmente vivê-lo, disseminando-o por todos os rincões do país.

Nesta hora perguntamo-nos: É o que temos feito com eficiência? Temos fornecido os exemplos claros aos que nos cercam sobre como se vive o Espiritismo? Nossos esforços têm sido coerentes, unidos e solidários, todos visando o mesmo fim, visto só haver uma Doutrina dos Imortais a seguir?

São questões que os espíritas devem se fazer para bem aquilatar se o trabalho delegado por Jesus e Allan Kardec a todos nós tem sido respeitado, sem tentativas estranhas de modificá-lo ao gosto de cada qual.

O Mestre certamente continua a trabalhar, há mais de 150 anos, não há a menor sombra de dúvidas, empenhado em nos fazer perceber que a Doutrina continua íntegra, granítica, bem estruturada, sem necessidade de acréscimos fundamentais, tampouco adições nascidas das limitações humanas em bem entendê-la.

Quem sabe tenha reencarnado entre nós mais uma vez ao longo destes muitos anos desde o seu último desencarne, não o sabemos, até o momento não há qualquer argumentação sólida de como comprovar tal fato, contudo, mesmo no plano espiritual, ele seguramente continua a interagir com muitos dos seus modernos seguidores, alguns antigos companheiros de tarefa, buscando, talvez, pelas intuições, bem direcionar o esforço a ser feito para bem propagar a Doutrina aos quatro cantos deste imenso país.

Considerando este último dia 31 de março, recordemos do Mestre, reflitamos em sua vida, pensemos em seu trabalho, ajuizemos o quanto ele teve que ceder em todos os campos da vida para bem consolidar a sua missão, tarefa esta atribuída a poucos, pois devido a sua capital importância para a humanidade, não poderia ter sido delegada a qualquer um.

Honremos a sua memória trabalhando igualmente com afinco e sem interesses outros, a não ser o de servir com satisfação a todos os que nos procuram.

Rogério Miguez

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://agendaespiritabrasil.com.br/2015/03/31/em-31-de-marco-de-1869-desencarnou-allan-kardec/>. Acesso em: 31MAR2023.

Rogério Miguez
Rogério Miguez

Trabalhador da Doutrina Espírita desde a Mocidade, tendo atuado no estado de Rio de Janeiro em algumas Casas e, atualmente, em São José dos Campos/SP nos Centros Amor e Caridade, Jacob e Divino Mestre. Colabora em Cursos, Exposições, Atendimento Fraterno e Passes, sendo articulista dos periódicos Reformador e Revista Internacional de Espiritismo.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue o cartaz do seu evento espírita.

Clique aqui