Página InicialTextos EspíritasO Maior Mandamento é amar…

3430 visualizações

O Maior Mandamento é amar…

março 29, 2017

Os Espíritos Superiores através da Doutrina Espírita nos esclarecem respeito da velha questão a eles formulada por muitos de nós, sobre: qual seria o maior dentre todos os mandamento da Lei de Deus?

Apressam-se em repetir a orientação de Jesus quando resumiu a Leis e os Profetas dessa forma: “Ama a Deus, e ao teu próximo com toda a tua alma, com todo o teu coração e com todo o teu entendimento! – eis o maior de todos os mandamento”.

Entretanto, urge primeiramente a necessidade de compreender de que forma amar a Deus que normalmente achamos muito distantes de nós, calando as possíveis indagações que nos afligem a esse respeito, e buscando fazer uma pálida comparação com o que nos sucede na nossa vida física.

Faz-se preciso recordar que se os pais e as mães do mundo, embora ainda bem distantes da perfeição divina, participam direta ou indiretamente na experiência dos filhos, assim como o artista está invisível em suas obras, também Deus, criador de tudo e de todos, permanece em suas criaturas.

Importante não esquecer de que se esperamos por Deus onde quer que nos encontremos, Deus igualmente espera por cada um de nós em todos os aspectos do caminho do nosso progresso evolutivo à procura da nossa perfeição espiritual, pois, que Deus é o Todo em que nos movemos e existimos.

Quanto a amar o próximo, basta escutemos e sigamos os preceitos da Lei de Amor e Caridade no exercício do Bem e encontraremos no irmão enfermo, esperando por nossas mãos fraternas;

Identificaremos no necessitado de coração endurecido e ignorante que nos solicita um raio de luz do entendimento que já possuímos das Leis Divinas;

Descobriremos na criancinha sem lar que nos estende os braços súplices, rogando abrigo e consolação;

Encontraremos no companheiro ansioso ou agonizante que nos implora a bênção de uma prece que o acalente para superar os desafios inquietantes do coração;

Comprovaremos na súplica da natureza, aguardando a nossa piedade e consciência para com as árvores, os animais, os rios, etc., é dessa forma que demonstraremos o nosso amor ao próximo com toda a alma e com todo o coração.

“Não se esqueça de que Deus é o tema central de nossos destinos.

Deseje o bem dos outros, tanto quanto deseja o próprio bem.

Concorde imediatamente com os adversários.

Respeite a opinião dos vizinhos.

Evite contendas desagradáveis.

Empreste sem aguardar restituição.

Dê seu concurso às boas obras, com alegria.

Não se preocupe com os caluniadores. Agradeça ao inimigo pelo valor que ele lhe atribui.

Ajude as crianças.

Não desampare os velhos e doentes.

Pense em você, por último, em qualquer jogo de benefício…” (1)

Quando nos fazemos úteis, auxiliamos na construção do Reino Divino na Terra e quem realmente ama a Deus, sacrifica-se pelo próximo, aperfeiçoando-se e fazendo brilhar a sua Luz, conforme nos solicita o Mestre de Nazaré.

Francisco Rebouças

Referência:
(1) Xavier, Francisco Cândico, pelo Espírito André Luiz, livro: Agenda Cristã, Cap. 2.

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em < https://br.pinterest.com/pin/473018767086351473/>.
Acesso em: 28MAR2017.

Francisco Rebouças
Francisco Rebouças

Pós-Graduado em Administração de Recursos Humanos, Professor, Escritor, Articulista de diversos veículos de divulgação espírita no Brasil, Expositor Espírita, criador do programa: "O Espiritismo Ensina".

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como