Página InicialTextos EspíritasOpiniões 

374 visualizações

Opiniões 

novembro 10, 2020

Em períodos de instabilidade e insegurança quase todos possuem uma receita para solucionar as coisas. 

Os tempos difíceis e com grandes desafios são também encarados por muitos com uma certa sensação de que se vai perecer a qualquer momento; outros, no entanto, se enchem de argumentos e afirmam saber como solucionar os dramas. As duas posições são provenientes da visão embaçada com que a criatura humana observa a vida. O temor sem completo conhecimento de causa e a opinião, sem se ter certeza, é atestar ignorância e fragilidade emocional. 

Afirmou, o mestre nazarenoa boca fala do que está cheio o coração”e fica a pergunta, do que está cheio o coração humano? Ninguém está neste mundo em regime de exceção, a humanidade toda comunga das mesmas deficiências e virtudes, o mal praticado arrasta milhões à derrocada todos os dias e o bem levanta muitos caídos, abranda o sofrimento e produz paz, luz e esperança a cada instante. 

Sem reformar sua própria natureza, sem procurar melhorar-se, moralmente, o homem não terá justa e límpida visão das coisas. Falará e agirá sempre conforme os seus pendores e suas mazelas íntimas o aconselham mal, seus hábitos o controlam. Somente um exame bem cuidadoso de si mesmo auxiliará a parar de querer identificar o mal alheio, porque isto, em princípio não lhe serve para nada, importando-lhe apenas o que faz da sua própria vida. Esse mesmo homem poderá aproveitar o bem que já conquistou e potencializá-lo em novas ações benévolas. Isto lhe conferirá olhos mais perceptivos da realidade e não da ilusão que está acostumado enxergar. 

Geralmente, os plantonistas da palavra, pouco têm para dar além de suas opiniões, quase nada fazem, dificilmente, colaboram. O que se passa em seus corações? Só Deus sabe! Mas uma coisa é certa, do nada, nada se tira. A crítica, a censura e a fala desarrazoada são conteúdos perniciosos que controlam a vida. A oportunidade existencial é valiosa para o espírito, não podemos perdê-la na inconformação e na ociosidade, fruto de séculos de vícios e distrações, heranças das vidas anteriores que precisam de correção. 

Valorizar a vida no ambiente da gratidão e colaborar com a solução, mesmo que seja no entorno de si mesmo, é colocar um tijolo a mais na construção de um mundo melhor. 

Na maioria das vezes o silêncio é a melhor opinião e a atitude nobre a melhor ajuda. 

Adelvair David 

 

Adelvair David
Adelvair David

Dirigente, Trabalhador e Orador Espírita no Grupo Espírita Beneficente "Maria Dolores", na Cidade de Jales, interior de SP.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como