Página InicialTextos EspíritasRevelar o Mal – sim, devemos!

120 visualizações

Revelar o Mal – sim, devemos!

abril 11, 2021

Deus me proteja da maldade das pessoas boas
(Deus me Proteja, composição de Chico Cezar)

Muito tem-se criticado a imprensa – a mídia, como nos referimos hoje -, isto é, o conjunto dos meios de comunicação social de massas, abrangendo o rádio, o cinema, a televisão, a imprensa, os meios eletrônicos de comunicação etc.

Em geral, o trabalho da imprensa possui excelente qualidade. Nossos jornais e profissionais do meio são reconhecidos e premiados mundo afora. Temos jornais ruins, mas isso existe no mundo todo, não só aqui. É só saber escolher.

Mas parece que as pessoas não têm tido paciência para ler jornais, preferindo se desinformar pelo whatsapp e Facebook a ter notícias de qualidade. Pode ser, também, que estejam sendo induzidas a não se informar, o que é pior ainda, pois nessa hipótese tratar-se-ia de astuta manipulação.

É preciso deixar claro que as redes sociais não devem ser usadas como fonte de informação segura (whatsapp, facebook, youtube etc.). Por meio delas se propagam notícias falsas à velocidade da luz. Estima-se que uma fake news seja 10 vezes mais compartilhada e vista pelos usuários desses aplicativos que uma notícia verdadeira.

Sem informação de qualidade permanecemos na ignorância. Deseja ser protegido das fake news? – Leia mais jornais.

Sim, viva a imprensa livre e de qualidade!

Como se não fosse pouca coisa, observamos que a ciência também está sofrendo todo tipo de ataque por meio, justamente, dessas redes sociais – lugar onde todos têm lugar, qualquer um pode acessar.

“A ciência vive uma crise de confiança. Em sociedades polarizadas, nas quais notícias falsas e teorias da conspiração se propagam com rapidez pelas redes sociais, o conhecimento científico tornou-se alvo frequente de ataques que reverberam em grupos com crenças ou interesses políticos ou econômicos contrariados – ou simplesmente com baixo letramento”. (1)

Você que está lendo essas linhas deve procurar entender o porquê disso. Pesquise e estude.

Kardec, reconhecido cientista que foi, assevera-nos que a Ciência Humana e a Religião são as duas alavancas da inteligência humana. (2)

O Universo (não só a Terra) é governado por leis perfeitas, responsáveis pelo seu equilíbrio e harmonia, que deverão, a seu tempo, ser reveladas ao homem. Cabe às Ciência humana e espiritual esse papel.

Sim, viva a Ciência!

Desprezar as conquistas da civilização é retroceder no tempo, é retornar a séculos passados, onde a desordem e a injustiça andavam de mãos dadas. Refiro-me às conquistas humanas e culturais e não ao retrocesso espiritual.

Não retrocedemos espiritualmente, mas podemos permitir que nossa sombra interior prevaleça sobre a luz. E quando o pior que existe em nós é alimentado e passa a ter o domínio de nossas ações a tragédia está anunciada.

É com tristeza e angústia que tomamos conhecimento de dirigente espírita defendendo armamento da população para conter a violência ou apoiando a pena de morte para criminosos com o objetivo de sanear a sociedade. Provavelmente se intitulam pessoas do “bem”.

Como o compositor Chico Cezar, digo: “Deus me proteja da maldade das pessoas boas”.

É assustador ver médiuns renomados, verdadeiras celebridades nacionais, sempre ansiosos com a próxima entrevista para aparecer, em nome da Doutrina Espírita, ver esses médiuns, repito, em vídeos postados no YouTube, transmitindo informações falsas, sem nenhuma base doutrinária, eis que destituídas de razão e bom-senso, além de serem contrárias às descobertas da Ciência. Kardec jogaria essas mensagens no lixo.

São revelações espetaculosas a respeito da COVID 19, tal como a que diz que o vírus irá infectar somente aqueles que estiverem com baixa vibração espiritual porque assim estarão em comunhão vibracional com o vírus; que o agente infeccioso foi criado em laboratório em país ateu (?) objetivando uma futura guerra químico-biológica; que somente serão atingidas as pessoas más e de má conduta. Noutras vezes, ainda, tecem duras críticas ao judiciário, atacam a mídia e difamam grandes vultos da ciência.

Esse é um desserviço à Doutrina Espírita.

Com exceção da USE do Estado de São Paulo (ver comunicado aqui nosso site), ainda não vimos a Federação Espírita Brasileira (FEB) ou outro órgão representativo da Doutrina Espírita, alertando-nos acerca desses conteúdos e deixando claro, muito claro, que esses depoimentos não representam a Doutrina de Kardec, reduzindo-se a opiniões pessoais desses cidadãos – o que também é desolador.

A propósito do tema desse artigo transcrevemos mensagem do Espírito São Luís, inserta no Capítulo 10 – Bem-Aventurados Os Que São Misericordiosos, de O Evangelho Segundo o Espiritismo.

São Luís – Paris, 1860

Haverá casos em que pode ser útil revelar o mal dos outros?

Esta questão é muito delicada, é aí que é preciso fazer surgir a caridade bem entendida. Se as imperfeições de uma pessoa prejudicam apenas a ela mesma, não há nenhuma utilidade em revelá-las.

Porém, se elas podem prejudicar aos outros, é preferível o interesse da maioria ao interesse de um só. Conforme as condições, desmascarar a hipocrisia e a falsidade pode ser um dever, pois é preferível um homem cair a vários serem enganados ou serem suas vítimas. Em semelhante caso, é preciso pesar a soma das vantagens e das desvantagens.

Pensemos nisso!

Fernando Rossit

Referências:
(1) https://revistapesquisa.fapesp.br/resistencia-a-ciencia/; e
(2) (Cap. I., Não Vim destruir a Lei, O Evangelho Segundo Espiritismo).

Nota do Editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://direcionalescolas.com.br/geracao-z-e-mais-vulneravel-a-fake-news/>. Acesso em: 11ABR2021.

Fernando Rossit
Fernando Rossit

Funcionário público, residente em São José do Rio Preto, Espírita desde 1978, trabalhador da Associação Espírita Allan Kardec, atuando como Doutrinador, Médium Psicofônico, Orador e Instrutor Cursos da Doutrina Espírita.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como