246 visualizações

O Problema de ignorar

fevereiro 23, 2023

“E abrindo a sua boca os ensinava.” – (Mateus, 5:2.)

São muitas as interrogações que causam hesitação, surpresas e até medo do ser humano na compreensão dos percalços que podem surpreendê-lo nos caminhos da vida.

Como entender os dissabores que surgem de repente mesmo no caminho daquele que se esforça por seguir uma conduta decente e uma convivência fraterna com seus semelhantes?

Por mais se tente o estabelecimento da luz em nosso caminho, a treva se faz presente, mesmo projetando atividades na caridade para auxílio e ajuda ao próximo, a má-fé, a má vontade a malevolência surge procurando perturbar o projeto de realização, infiltrando o desânimo nos corações bem-intencionados.

A doutrina espírita nos esclarece que o homem de bem como nenhum outro desfruta de privilégio perante as Leis Divinas e dessa forma também encontrará em seu caminho muitos obstáculos e atitudes sombrias desafiando sua coragem e sua fé.

É preciso entender que sendo Filho de Deus que é soberanamente bom e justo, esses dissabores certamente têm uma finalidade útil em nossa vida. São na verdade desafios próprios de um planeta de expiações e provas como o nosso, para estimular em nós o desenvolvimento da inteligência na busca da solução mais adequada para cada situação.

O cristão sincero seguidor de Jesus, todavia, sabe que conforme as mensagens e exemplos de seu Mestre e Guia não deve perder tempo com interrogações e ansiedades descabidas, pois ELE, sendo o Justo por excelência, não teve qualquer facilidade na difusão das Leis de Deus entre nós.

Jesus já nos antecipava com suas atitudes que a ignorância é a fonte primeira do desequilíbrio do homem, evidenciando que quando alguém busca impedir as manifestações do bem, é que desconhece, por enquanto, as benesses das virtudes que conduzimos em nosso Espírito imortal, nada mais que isto.

“Jesus, porém, traçou o programa desejável, instituindo o auxílio eficiente. Observando que os filhos do povo se aproximavam d’Ele, começou a ensinar-lhes o caminho reto, dando-nos a perceber que a obra educativa da multidão desafia os religiosos e cientistas de todos os tempos.

Quem se honra, pois, de servir a Jesus, imite-lhe o exemplo. Ajude o irmão mais próximo a dignificar a vida, a edificar-se pelo trabalho sadio e a sentir-se melhor.” (l)

Urge esqueçamos as sombras causadas pela ignorância que ainda permanece escravizando grande parte da sociedade terrestres, procurando cada discípulo de Jesus nos ensinamentos de Luz estabelecido por seu Evangelho, servir ao seu Mestre e Senhor da melhor forma possível e com os recursos que dispusermos para este nobre projeto de crescimento intelectual, moral e espiritual que nos cabe empreender.

Jesus nos guie!

Francisco Rebouças

Referência:
(1) Xavier, Francisco Cândido, pelo Espírito Emmanuel. Livro Vinha de Luz – FEB, cap. 17

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://agendaespiritabrasil.com.br/2021/04/05/por-que-deus-nao-nos-criou-perfeitos/>. Acesso em: 23 de fevereiro de 2023.

Francisco Rebouças
Francisco Rebouças

Pós-Graduado em Administração de Recursos Humanos, Professor, Escritor, Articulista de diversos veículos de divulgação espírita no Brasil, Expositor Espírita, criador do programa: "O Espiritismo Ensina".

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue o cartaz do seu evento espírita.

Clique aqui