101 visualizações

Reflexões e abordagens espíritas

janeiro 12, 2024

Estudar a doutrina espírita é despertar para o vasto mundo do conhecimento, cujo conteúdo programático reserva saberes notáveis sobre a vida na Terra, bem como nos diversos mundos criados por Deus.

O ilustre pedagogo francês Hippolyte Léon Denizard Rivail, também conhecido pelo pseudônimo de Allan Kardec, trouxe em 18 de abril de 1857 O Livro dos Espíritos, que provocou uma verdadeira revolução.

A imortalidade da alma, a pluralidade dos mundos existentes, as leis universais, por exemplo, em total alinhamento com a Ciência, passou a ser uma realidade em definitivo, embora muitos detratores tenham tentado abafar a mensagem trazida pelos Espíritos Superiores.

O Espiritismo não é uma doutrina que tem por objetivo o fito de fazer convencer ninguém. Em geral, as pessoas que frequentam os centros espíritas são em sua maioria de confrades identificados com a sua linha filosófica de estudos e reflexões.

Homens e mulheres, jovens e crianças ajudam todos os dias a construir o caminho seguro e valioso, cheio de esperança, fé e verdade para um mundo melhor. Trabalham a serviço do bem por estarem convencidos de que Fora da Caridade não há Salvação.

Jesus em sua passagem pela Terra reunia as pessoas entorno das lições educativas, sempre com o desejo de esclarecer os que vinham ao seu encontro.

No Evangelho de Matheus, ele fala com inegável beleza os passos que nos conduzirão a legítima felicidade.

Interessante notar que o Sermão da Montanha parece encadeado numa ordem lógica, sucessiva, de virtudes indispensáveis à elevação moral. 

Ao final das bem-aventuranças, Jesus exorta os discípulos a empregarem as qualidades que Deus lhes deu em benefício dos semelhantes, sem se deixarem corromper (“sal da Terra”) sem ocultarem seus valores espirituais.

Estas bem-aventuranças são um poderoso aconselhamento para quem busca a plenitude: propagar a Justiça, isto é, o amor (a prática mais efetiva do lema “Fora da caridade não há salvação”). E ao mesmo tempo, traz a mensagem que, neste labor, é possível enfrentar dissabores e vicissitudes (perseguição). Mas quem bem proceder, a despeito das retaliações, alcançará felicidade real, porque herdará o Reino dos Céus.

Aqui as Bem-aventuranças para nossa reflexão:

Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos Céus.

– Os que se sabem carentes de maior espiritualidade e a desejam e pedem (alcançarão essa espiritualidade)

Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.

– Os que sofrem suportando resignadamente suas provas e expiações, sem fazer outros sofrerem (quitar-se-ão e evoluirão, vendo que valeu a pena tudo superar).

Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra.

– Os que não agridem nem violentam e, assim, não provocam nem geram novos problemas (poderão reencarnar na Terra regenerada).

Bem-aventurados os que têm fome e sede de Justiça, porque serão fartos.

– Os que querem a verdade e o bem (essa é a justiça divina e terão com fartura se houverem semeado).

Bem-aventurados os misericordiosos, porque encontrarão a Misericórdia.

– Os que não têm malícia nem maldade e agem com toda pureza e sinceridade de propósitos e, assim, não pactuam com o mal (limpos na sensibilidade, percebem melhor o que é próprio da espiritualidade superior).Os que procuram conciliar tudo e todos, favorecendo a harmonia geral (gozarão da paz).

Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a face e Deus.

– Os que procuram conciliar tudo e todos, favorecendo a harmonia geral (gozarão da paz que viveram e instalaram).

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem, perseguirem e mentirem, dizendo todo mal contra vós por minha causa. 

– Os que forem perseguidos e injuriados por seu anseio de justiça e em nome de Jesus (é sinal de evolução e merecimento espiritual).

Gilberto Lepenisck

Fontes:
– http://patricialins.org – patricialins@patricialins.org, Acesso em 11/01/2024; e
– Verdade e Luz, Revista Espírita.

Gilberto Lepenisck
Gilberto Lepenisck
Deixe aqui seu comentário:

Divulgue o cartaz do seu evento espírita.

Clique aqui