Página InicialDe simples sentir ao amor

150 visualizações

De simples sentir ao amor

junho 17, 2020

É hora de sentir.

Observa da janela o céu azul e sinta-o.

Observa da janela o horizonte no entardecer e sinta-o.

Observa da janela as flores e sinta-as.

Observa da janela o verde da natureza e sinta-o.

Observa da janela a vida vibrando, os pássaros e os insetos voando e sinta-a.

Observa o agora, sem pensar, e sinta.

Lembra-te dos irmãos que passam fome, sinta-os. Como podes ajudar?

Lembra-te dos irmãos que estão nos hospitais sofrendo, sinta-os. Como podes ajudar?

Lembra-te do teu familiar irritado, ou agressivo, ou preocupado e o sinta-o. Como podes ajudar?

Observa o ar entrando em teu corpo, e sinta-o.

Observa a ti mesmo e sinta-te.

Observa o silêncio e sinta-o

Observa o medo que sentes e dissolva-o na fé que o Criador é pai e protetor.

Estamos sendo convidados a sentir. Covid é convite a sentir com a vida.

Que sentimentos sadios podemos extrair do âmago de nosso ser, que seria a melhor essência nossa para que o mundo seja um lugar melhor de se viver?

Qual a contribuição nossa para ajudar o mundo a ser melhor?

Se o sentimento ruim vier ao coração pergunte a ele o que ele quer, sinta-o bem, mas se ele não responder, diga a ele que a vida é bela, que tudo passa, que tu te perdoas, que tu te acolhes e te entendes. Se ele voltar pergunte a Deus de onde ele vem e o que ele quer. O Criador sempre responde.

Olhe para algo que amas, e analise o que acontece no teu corpo quando esse sentimento invade o teu coração e te perguntes o que te impede de amar mais? O que te impede de querer o bem de todos?

Joanna de Ângelis, em Amor Imbatível Amor, pela psicografia de Divaldo Franco, nos esclarece no capítulo Vitória do Amor, subtítulo Amorterapia:

O Universo é estruturado em energia que se expande em forma de raios, ondas, vibrações… O ser humano, por sua vez, é um dínamo produtor de força que vem descobrindo e administrando tudo quanto o cerca.

À medida que penetra a sonda do conhecimento no que jazia ignorado, descobre a harmonia em tudo presente, identificando um fator comum, causal, predominando em a Natureza, que pode ser decodificado como sendo o HÁLITO DO AMOR, do qual surgiram os elementos constitutivos do Cosmo.

A identificação dessa força poderosa, que é o amor, faculta a sua utilização de maneira consciente em favor de si mesmo como de todas as formas vivas.

As plantas absorvem as emanações do amor ou sentem-lhe a ausência, ou sofrem o efeito dos raios desintegradores do ódio, que é o amor enlouquecido e destruidor. Os animais enternecem-se, domesticam-se quando submetidos ao dinamismo do amor que educa e cria hábitos, vitalizando-se com a ternura ou deperecendo com a sua falta, ou extinguindo-se com as atitudes que se lhe opõem.

O ser humano, mais sensível, porque portador de mais amplas possibilidades nervosas de captação – pode-se afirmar com segurança – , vive em função do amor ou desorganiza-se em razão de sua carência.

Amorterapia, portanto, é o processo mediante o qual se pode contribuir conscientemente em favor de uma sociedade mais saudável, logo mais justa e nobre.

Joana também nos mostra no mesmo capítulo que O amor não se instala de um para outro momento, tendo um curso a percorrer. Mas ela disse antes que somos capazes de sentimentos mais profundos, mas precisamos senti-los, e para senti-los precisamos prestar a atenção na vida, no agora.

Então vamos sentir muito, a nós mesmos e tudo o que nos cerca, pois estaremos regando a semente que temos dentro de nós, de onde fatalmente brotará o amor, do nosso jeitinho, do nosso perfume, mas é o que podemos humildemente dar ao Universo, ajudando a tornar o mundo melhor.

Maria Lúcia Garbini Gonçalves

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://br.freepik.com/fotos-premium/retrato-de-feliz-e-linda-jovem-feliz-relaxando-no-parque-modelo-feminino-alegre-respirando-ar-fresco-ao-ar-livre-e-desfrutando-cheiro-em-uma-primavera-de-flores-ou-jardim-de-verao-tom-vintage_1225274.htm>. Acesso em: 17JUN2020.

Maria Lúcia Garbini Gonçalves
Maria Lúcia Garbini Gonçalves

Tradutora, mora em Porto Alegre/RS, estudante da Doutrina Espírita, trabalha no Grupo Espírita Francisco Xavier como médium.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como